Vizinha Coroa com a buceta peluda e melada


Click to Download this video!


Moro em um condomínio de casas onde existem, além da minha, outras 5 residências, todas ocupadas. Tirando eu, que tenho 28, o restante dos moradores são mais velhos, nenhum abaixo de 60 anos.
Em uma dessas casas mora Cida (fictício) e sua filha. Cida é uma mulher de 60 e poucos anos, morena escura, baixinha, por volta de 1.58, divorciada. Ela não é uma coroa sarada, tem o corpo que sua idade permite: barriguinha saliente e peitos relativamente pequenos. Contudo, possui uma bunda atranete, redonda e grande. Foi exatamente essa bunda que me fez olhar para ela com desejo na primeira vez que nos falamos.
Cida não trabalha há mais de 1 ano, então ela fica em casa o dia inteiro sozinha, já que sua filha trabalha em uma cidade vizinha e só volta no começo da noite. Ela normalmente usa vestidos de senhora, desses floridos. Os vestidos são colados no corpo, talvez não por volúpia, mas por serem mais velhos e por ela ter engordado um pouco desde que parou de trabalhar. Contudo, o fato dos vestidos ficarem justos apenas colaboram para demarcar sua sensacional bunda e as sortudas calcinhas que nela ficam entaladas.
Desde a primeira vez que nos falamos, senti que houve uma certa tensão sexual. Nos cumprimentamos com um beijo no rosto e sempre busquei dar aqueles "bejos meia-boca", tocando um pouco de seus lábios, apenas para provocar e testar suas reações.
Há uns 4 meses, em uma tarde de quinta-feira, ela batei na minha casa para pedir ajuda:

- Jaime, vou doar uma mesa e ficaram de vir pegá-la entre hoje e amanhã. Queria deixar ela no quintal pro pessoal não precisar entrar na minha casa, pois como são pessaos desconhecidas e eu fico sozinho, não me sentiria a vontade. Você me ajuda a tirar ela de casa e por no quintal?
- Claro, Cida. Quer tirar ela agora já?
- Sim, sim. Como não sei se eles vem hoje ou amanhã, melhor já deixar preparado.
- Perfeito. Vamos lá.

Chegando em sua casa retiramos a mesa sem muita dificuldade e deixamos em seu quintal. Ela agradeceu e me convidou para tomar café, já que havia acabado de passar um pouco. Eu, já com segundas, terceiras, quartas e até quintas intenções, aceitei.

Enquanto tomávamos café, conversávamos despretenciosamente. Ela torna a agradecer pela ajuda e fala algo que ativa ainda mais minha malícia:

- Obrigada mesmo, Jaime. Ainda bem que tem você de homem por aqui pra ajudar. Se um dia você for embora, vou sentir falta de um homem por aqui quando eu precisar de algo.
- hehehe Não há de que. Qualquer coisa que você precisar de um homem para fazer, pode me falar, Cida. Será sempre um prazer.

Depois de dizer isso com o máximo de malícia em minha voz o possível, resolvi começar o ataque:

- Cida, falando em homem, você não tem um namorado?
- Ah, Jaime. Acho que minha idade pra namoros já passou. Até uns 5 anos atrás eu estava namorando, mas terminamos e depois disso não tive mais ninguém.
- Não tem idade pra isso não, Cida. Se você tem disposição, é o que importa. Você ainda está bonita, tem um corpo bonito, é bem disposta.
- Para, Jaime. Meu corpo bonito?
- Eu acho, Cida. Muito bonito.
- Você está só elogiando. Ainda mais você, jovem. Sua namorada mesmo tem um corpo mais bonito que o meu.
- Cida, posso ser sincero com você? Com todo respeito?
- Pode sim.
- Minha namorada tem um corpo bonito sim, mas eu acho o seu muito lindo também. Na verdade, eu tenho muito tesão por você. Sério. Se eu pudesse...
- Mas por que não pode?

Nessa hora pensei até em continuar o "joguinho", mas decidi partir pra cima de uma vez. Me levantei e, chegando por trás de sua cadeira, dei um beijo em seu pescoço.

- Se você não sabe porque eu não posso, digamos que não existem motivos então...

Ela se levantou e começamos a nos beijar. Nessa altura eu já apertava sua bunda com todo o tesão que eu tinha no momento. Depois de muitos beijos e apertos, ela pegou minha mão e me levou para seu quarto. Lá tirou seu vestigo e eu tirei minha roupa.
Ela segurou meu pau e foi me empurrando pra cara. No que eu me deitei ela começou a me chupar...que chupada. Sua boca é carnuda, macia e ela chupava como profissional. Pedi a ela que fizéssemos um 69.

- Não, Jaime. Faz tanto tempo que não me depilo. Deixa só que eu te chupo.
- Não, Cida. Esfrega essa buceta na minha boca. Peluda assim me dá ainda mais tesão.
- Então, tá bom.

Ela sentou na minha cara e quase tive um orgasmo nesse momento. Sua buceta tinha um cheiro forte, de sexo, de tesão! Sua buceta babava muito, aquilo estava me deixando louco. Contudo, o 69 foi rápido, pois ela gozou muito rápido. Assim que gozou, ela se levantou e tratou de ir sentando em meu caralho.

- Ai, Jaime! Que delícia. Que loucura. Ai. Isso. Que delícia. Uhm, sua boca está cheirando buceta! Tá gostoso, tá? Ai. Não goza! Não goza que eu quero mais.
- Que buceta gostosa, Cida! Minha boca adorou ela, meu pau está gostando ainda mais! Pode aproveitar bastante meu caralho, não quero gozar ainda também. Tem mais uma coisa que eu preciso experimentar em você.
- Ai. O que você quer? Me pede. Me pede que eu faço!
- Quero comer seu cu. Essa bunda gostosa me dá tesão todo dia que te vejo. Me deixa comer seu cu, Cida?
- Ai. Delícia. Deixo. Pode comer. Só deixa eu aproveitar mais um pouco.
- Pode aproveitar sem pressa. Essa buceta está muito gostosa, quero comer mais ainda.

Cida se cansou de cavalgar e pediu que eu fosse por cima, porém, deitei ela de lado, de costas para mim e comecei a comer sua buceta novamente. Enquanto a comia, pedi que se tocasse, pois queria que ela gozasse forte. Assim ela fez e não demorou muito para começar a gemer forte e respirar com dificuldade.
Aproveitando o tesão que ela estava sentindo, tirei meu pau de sua buceta e comecei a colocar em seu cu. Foi demais. Seu cu estava todo melado com o líquido que escorria de sua vagina, então entrei fácil. Ela continuava se tocando, e eu comecei a fuder seu cu com força, pois queria gozar enquanto ela ainda estava com muito tesão.
O cheiro de sexo se misturou com o cheiro de cu sendo fodido. Aquilo me deu um tesão incrível e comecei a meter como um animal. Ela começou a estremecer, gozando, eu acelerei ainda mais meus movimentos e comecei a gozar também.
Gozei muito e deixei meu pau amolecer dentro de seu cu. Enquanto meu pau amolecia e recobrávamos o fôlego, repeti:

- Cida, se lembra que sempre que você precisar de um homem, pode me chamar.
- E eu vou, Jaime...percebi que tem uma coisa que eu acredito que vou precisar de um homem pra fazer quase todos os dias.

De lá pra cá, pelo menos 3 vezes durante a semana nós transamos. Depois conto como fiz para Cida perder o nojo de beber porra.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario podopaz2000

podopaz2000 Comentou em 21/08/2017

Gostei muito do seu relato, me identifiquei com ele, é mt bom ter uma relação assim... fiquei mt excitado. Se tiver alguma mulher lendo nesse perfil, me mande e-mail....

foto perfil usuario podopaz2000

podopaz2000 Comentou em 21/08/2017

Gostei muito do seu relato, me identifiquei com ele, é mt bom ter uma relação assim... fiquei mt excitado. Se tiver alguma mulher lendo nesse perfil, me mande e-mail....

foto perfil usuario podopaz2000

podopaz2000 Comentou em 21/08/2017

Gostei muito do seu relato, me identifiquei com ele, é mt bom ter uma relação assim... fiquei mt excitado. Se tiver alguma mulher lendo nesse perfil, me mande e-mail....

foto perfil usuario tavares156

tavares156 Comentou em 16/05/2017

Parabens!!! eu tambem adoro uma madura. se tiver alguma do ABC afim de bater um papo estou a disposição.

foto perfil usuario euenadamais

euenadamais Comentou em 16/05/2017

olá amigo sou tarado por essas coroas, elas tem um tesão reprimido que qdo deflora é gostoso demais leia os meus contos e vera




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


99262 - Minha Cunhada - Sem puder, sem limites - Categoria: Incesto - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico gozointenso

Nome do conto:
Vizinha Coroa com a buceta peluda e melada

Codigo do conto:
100578

Categoria:
Coroas

Data da Publicação:
11/05/2017

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


comi minha cadela conto eroticoConto erotico de lesbica minha madastra helena (parte 1 )conto eroticoco traindo com 26 cmcontos. animados. en guatrinho utinha do papaicontos erotico de fio dental na academiaConto Erotico - Meu pai me comeu de bruço na madrugadahttps://www.contoerotico.com › contohistorias eroticas de esposa dando a bundia para outro,contos do ano de 1900quadrinhos porno vovo voyeurwww.videos porno de mulheres batendo punhetas para homens gozar na maodelasmefudeu e nquato dormia relatocontos com fotoscfm casadassexo desenho super heroisconto erotico comendo a esposa necessitada do meu amigocontos eroticos comendo cu da irma com o irmaomendingosfudendovisita inesperada da amiga da esposa contoconto erotico de cornoainda bebe meu papai me deu mamar contos eroticocontotiasafadapica especial cabeçuda e cheia de leite pra minha esposaContos eroticos secretaria gulosa mamando no pirocao de todos os machos do escritorio na hora do almoço em uma grande orgiacorno bebendo mijo contocharmander comendo u lucario pornocontos eroticos primeira transa sadomasoquista quando meu dono me deixou presacontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaiEu sempre eu levo minha irma no meu carro pro motel ela sempre ela raspa sua buceta pra eu fuder ela conto eroticocontos de massagistas dotados comendo mulheres e meninas e meninos gaysconto erotico mostrando pau pra mulher crentixvideos engraçado avechado para gosahisoriaa porno em quafrinhoscontos eróticoscomo me vinguei da minha mulher e deleconto erótico bem gostoso na festa do sítioContos e fotos de sobrinhos pauzudosfruta pornobang jangvedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novoscontos erotico paquerou o marido de minha amigacontos eroticos incesto maravilhosoContos eroticos chupei minha mulher e minha filhaSexo com Beto Papakuhospedei casal sem tem pra onde ir contos eroticome fuderam depois de casada contoincesto pai tira virgindade da filha quadrinhosclimax contos encoxando a vovocontosmae putaincestocontos eroticos putinhas arronbadas se fazendo de inocente vovo comeuponodoido Velho regado cu netaperdendo as pregas do cu com o cachorro conto eróticocasado sendo penetrado no seu cuzinho pelo amigo,devagar e suave.mães sexo meter a mão metro da cona da filha lésbicafotos de pau de 30cm arrombando bucetas e enchendo de porra so casadinhasbati punheta pro meu filho contos eroticoso tempo que eu tô acabando de você encanador a mulher do meu patrão quer transar comigoconto erotico pastorsurumba conto eroticoconto erotico de patricinhacontos mostrei minha bucetinha fui estupradacontos eroticos incesto comeu a irma e gozou na bundamamae gravuda contocontos de corno triangulo amoroso de minha esposacontos de filhas dando pros paisnegro pirocudo foada novinho castigando gemer de dorcontos gay tremboquete "veias salientes" contosporno conto erotico abusdo pelo tio e pelo cavaloultimos contos sadomazoquistaconto corno raboFotos curitibana dp swing orgia caseiras amadorasfilha de pastor metendo.Novinhas safadas relatos eroticos ultimos contoscontos.pornos primo.pegando.a.priminhameu namorado rasgando minha bundinhasafada de toalha conto eroticohistoria de incesto forcado hq contosquero leitinho papaiNovinhas safadas relatos eroticos ultimos contosconto Minha amigou socou todo o braco na minha xixotasexo.pirralho.fodeamiga.da.mae.no.escritoriovideo de menina gozadeira gozando e escorrendo muuto líquido