ESPOSA MADURA LEILOADA NO PUTEIRO


Click to Download this video!


ESPOSA MADURA LEILOADA NO PUTEIRO

Chamo-me Cecília, sou casada, moro em São Paulo, tenho 40 anos e vivo uma vida triste, desanimada, apesar de ter uma excelente situação financeira, pois meu marido é diretor de uma multinacional.
O casamento me da segurança, mas é só, pois minha vida é monótona em todos os sentidos, principalmente no sexo.
Meu marido, o Carlos, é distante até na cama, sempre a mesma coisa, deitamos e ele põe a mão na minha perna vai subindo até tocar em minha bucetinha, então me faz uns carinhos, me despe e me possui, simples assim.
Ultimamente, nem isso, estou sem sexo a mais de dois messes, ele chega mal me cumprimenta, toma banho, janta, e depois, escritório e lá fica até altas horas.
O que me distrai de vez enquanto, são minhas amigas, Helena, Carmem, e Isadora que sempre me visitam, todas tem mais ou menos minha idade e também são casadas com executivos; e empresários, e em uma dessas visitas acabei me abrindo para elas, chorei, perguntei se já tinham passado por isso e etc...
Então, Carmem me disse, que contaria um segredo, Helena e Isadora se olharam assustadas e Carmem as tranquilizou dizendo: Tenho certeza que podemos confiar em nossa amiga e podemos ajuda-la; e começou a falar: Cecília você não é a única, que se sente desprezada todas nós já passamos por isso, mas depois que conhecemos a casa grande de madame Jujú, começamos a viver de novo, e eu perguntei o que era essa tal casa, então Carmem me diz: é um lugar onde nos encontramos com desconhecidos e fazemos tudo o que der vontade, até sexo, contamos com a discrição de madame Jujú e todos os homens que frequentam a casa, são de outras cidades, são executivos de todo o país, e até do exterior, que vem a São Paulo e são escolhidos a dedo pela “madame”, ela só aceita os visitantes que são recomendados, por frequentadores de confiança dela, e só depois de uma longa conversa, é que ela permite que, novos homens frequentem a casa, é como uma confraria.
Confesso que me surpreendi com essa revelação, minhas amiga eram casadas, e bem casadas, e eram felizes, agora eu estava entendendo o porquê de tanta felicidade, elas estavam aprontando.
Fiquei excitada e comecei a fazer perguntas: como vocês tem coragem, o que acontece lá, me contem, e Carmem me diz: não, não vamos dizer nada, você vai conhecer a casa junto com agente, e se gostar, madame Jujú, com certeza vai te acolher, linda como você é vai ser fácil.
E assim combinamos, no dia seguinte, após o almoço elas passariam pra me pegar.
Quase não consegui dormir de tanta excitação e medo, nem me lembro de ter visto o pulha do Carlos chegar em casa, deve ter passado por mim, como de costume, e nem me notado.
Na manhã seguinte, preparo o café de Carlos e ele passa por mim, com sua inseparável maleta, e só diz, até a noite..., se ontem eu estava excitada e com medo, naquele momento passou o medo e pensei comigo, hoje vou conhecer novas coisas e ele que continue em seu mundinho.
A manhã custou a passar, e fiquei em meu quarto, me preparando para o “passeio”, vesti uma saia cinza, uma blusa branca e uma sandália de salto alto, me maquiei, enfim; fiz o que toda mulher faz quando vai sair, me produzi toda.
Enfim as “meninas” chegaram, e todas rindo muito, me puseram no carro e lá fomos nós, saímos da cidade e chegamos a um sítio, descemos do carro e uma senhora distinta, muito bem vestida nos recebeu, era a tal madame Júju, que me abraça e comenta, que mulher linda, veio espantar as tristezas de sua vida? Então respondi, vim só conhecer, e ela rindo me fala, suas amigas me disseram a mesma coisa a primeira vez que vieram aqui, e agora são frequentadoras assíduas de nossa casa; tenho certeza que você também vai curtir o nosso clube.
Entramos na casa, e nunca tinha sentido tanta vergonha, vários homens nos olharam, com olhos de desejo, me senti nua. Carmem, Helena e Isadora, para meu espanto se dirigiram em direção aos homens e se abraçavam, se beijavam, o que abraçou Helena, colocou a mão em suas nádegas e ela não fez nada, que absurdo.
Havia mais mulheres no salão, notei que eram vários sofás e poltronas e neles, mulheres se deixavam ser tocadas, acariciadas, todas na nossa mesma faixa de idade, algumas estavam sem a parte de cima de suas roupas, com os seios a mostra, confesso que fiquei com tesão, era a primeira vez em minha vida que conhecia um prostíbulo, sim, por mais que me dessem nomes diferentes, aquilo era um prostíbulo.
Madame Júju, me levou até uma mesa, que ficava em local privilegiado e me disse: aqui ninguém te toca, a menos que você queira, fiquei mais tranquila.
E olhando aquela pegação, vi Helena abraçada a um homem e alisando o seu pênis por cima da calça enquanto se beijavam, não acreditei. Mas a coisa piorou quando vi Isadora sentada no colo de um homem, que apertava seus seios, e dando mordidinhas, por cima da calça no membro de outro homem, que estava em pé a sua frente, o que ara aquilo? Minhas amigas agindo como putas.
Procurei por Carmem, mas não a vi, olho para o lado e madame me pergunta: está gostando? E eu meio sem graça digo que sim, ala então me diz, está com tesão? E eu..., estou.
O garçom me traz uma bebida, que tomo rapidamente, então minha cabeça começa a rodar e o meu corpo, a se aquecer, me sinto mais solta. Carmem aparece com um homem e fala alguma coisa no ouvido de madame, e ela diz: gostei mas vou prepara-la antes, fiquei sem saber o que falavam.
Depois de várias visitas do garçom, madame me pega pelas mãos e me leva par cima de um pequeno palco, e me apresenta: esta é Cecília uma linda mulher, que não recebe a devida atenção de seu marido, todos batem palmas e dão muitas gargalhadas, e ouço algumas gracinhas tipo: deixa comigo, joga na minha mão, apesar do medo, minha xaninha estava ficando molhadinha, então madame diz: vamos fazer um leilão e quem pagar mais poderá consolar essa linda mulher.
Após uma salva de palmas, os lances começam 100, 200, 250 e param, então madame desabotoa minha blusa e deixa cair ao chão, solta meu sutiã e me deixa de seios à mostra, então a gritaria aumenta e os lances voltam, 300, 350, 400 e eu com as pernas bambas de vergonha misturada com tesão me seguro em um cano, no centro do palco e vejo todos aquele homens me comendo com os olhos, confesso que gostei, então a safada da Carmem grita; ela não transa a uns três messes, aí os lances voltaram, 450, 500, 550, e 1000,00, todos ficaram em silêncio e olharam para o dono do lance, um cara sério que estava sentado bem a frente do palco.
Ele era alto, muito forte, tinha os braços peludos, calvo, de óculos e me encarava, tremi.
Madame então soltou os botões da minha saia, deixando que ela caísse à meus pés, senti minha face se aquecer de tanta vergonha, eu, uma dama da sociedade paulistana ali, só de calcinha e sandália, diante de todos aqueles homens que não tiravam os olhos de mim, e os lances recomeçaram 1.100, 1.150, 1350, nessa hora madame, me paga pelas mãos e me leva até e beira do palco e pede para o homem, o sério que sentava à frente do palco, para tirar minhas sandálias, ele gentilmente põe a mão na batata da minha perna, a levanta e tira uma de minhas sandália, faz o mesmo com a outra e beija meus pés e todos gritam, gostosa, vadia, deliciosa e os lances aumentam 1.500, 1700, e de novo ele e aquele silêncio de novo, ela então me olha, e eu quase suplicando digo: a calcinha não por favor, nua em público não, me poupe madame e todos gritam tira, tira, tira e ela me diz: quem está na chuva é pra se molhar e se abaixa e desce minha calcinha. . . estou nua.
A gritaria aumenta, e os gritos de gostosa, meu tesão, quero sua buceta, me deixam com muito tesão, então eu ouço, 2.250,edesta vez o barulho para de vez, o tempo passa e madame decreta : VENDIDA ao cavalheiro da mesa da frente.
Me trouxeram um roupão e me vestiram, me levaram pela mão até o meu dono, ele estende sua mão e sinto meu corpo temer, suas mãos eram quentes e fortes e ele me abraça e me guia até a escada, e começamos a subir, meu coração acelerou e ouço de novo os gritos, mostra pra ela como se come uma gostosa, pode abusar que custou caro, me senti como um bichinho indo para o sacrifício, de repente, Helena aparece do lado do homem e diz: por favor tenha cuidado com ela, seja carinhoso, é mesmo a primeira vez dela aqui, acho até que não conheceu outro homem, que não fosse seu marido, ele olha pra ela e diz, fique tranquila, não é porque a comprei, na brincadeira de madame, que vou fazer dela o que quiser, ela vai me dizer o que quer, e se não quiser nada, a trago de volta sem problemas.
Ouvindo aquilo fiquei mais tranquila.
Terminando a escada, viramos a direita e tinha um corredor com várias portas, ele abriu a primeira e entramos, era um quarto grande, com uma janela enorme, que dava para a mata, então ele me abraça e diz: me chamo Roberto e você, eu quase sussurrando disse, é Cecília mesmo o meu nome verdadeiro, ele me aperta e eu sinto o seu cheiro, minhas pernas bambeiam ele nota e me aperta mais, com uma das mão me segurando ele usa a outra para abrir meu roupão, se afasta e me observa, como você é linda, pernas grossas, seios fartos, bucetinha depilada e começa a tirar a camisa, a calça, os sapatos e meias, e só de cueca se aproxima de novo, minha bucetinha estava inquieta, muito molhada e ele cola seu corpo peludo em mim e me beija com volúpia, sua língua passeia por minha boca, suas mãos exploram meu corpo, e sinto um volume enorme em minha barriga, era sua ereção.
Penso em todo o desprezo que Carlos me impunha, o jejum de sexo, em suas frases curtas e secas e decidi me despir de todo meu pudor e aproveitar a ocasião, porque não sabia se teria coragem de voltar aquele lugar de novo, então seria uma mulher diferente e atrevida, Roberto não ia se arrepender de ter me arrematado naquele leilão, eu valeria cada centavo que ele pagou por mim.
O tesão já toma conta de mim, e começo a afagar seu peito peludo e minha mão desce em direção ao volume, que parece não parar de crescer, a distancia que minhas mãos percorrem é grande, aquele homem era um gigante. Enfim toco em seu pênis, e sinto seu calor, mesmo por cima do tecido, meu corpo treme, vinte anos de casada, sem conhecer outro homem e eu finalmente toco em um pau, e que pau, deu medo.
Então me abaixo devagar, beijando meu homem e vou descendo, me ajoelho diante dele e me sinto submissa. Eu Cecília, uma esposa pacata, virtuosa, ali com um pau à vinte centímetros de meu rosto, e não era de meu marido e agora o que fazer?
Deixo o desejo decidir, e ele me faz levar as mãos até a cintura de Roberto e tiro sua cueca, nooossssaaaaaaaaaa, aquilo pulou pra fora, muito grosso, com a cabeça grande e vermelha, um pouco torto pra cima, imponente, majestoso, e em um gesto involuntário, pego com minhas mãos, e faço movimentos de vai e vem, observo que: as pontas dos meus dedos não se tocavam, tamanha a grossura de seu pênis, olho suas coxas grossas e peludas, que macho.
Minha bucetinha estava ensopada, parece que piscava de tanto tesão, então fiz o obvio, abocanhei aquele mastro, abri muito a boca para que aquela cabeça passasse e nessa hora me senti pequenininha diante daquele homem, mas chupei muito o seu pau, lambi suas bolas, que eram extremamente pesadas, bati com seu pauzão na minha cara, pus na boca de novo, e ele começou a fuder minha boca com o pau, segurou minha cabeça e fazia o vai e vem, teve momentos em que a cabeça do seu pau tocava minha garganta, lágrimas embaçavam meus olhos.
Quem visse aquela cena, eu ajoelhada, pequenina, frágil, feminina diante daquele homem grande peludo que mais parecia um urso, sendo fudida pelo seu pau em minha boca, certamente se lembraria de “ A Bela e a fera”.
Roberto me pega pelos braços, me levanta e me abraça, agora estamos totalmente nus, e de novo dança com sua língua em minha boca enquanto aperta minha bundinha com suas enormes mãos, beija meu rosto, meu pescoço e me pega no colo, me leva até a cama e me coloca delicadamente sobre o lençol, vermelho de cetim e me observa, minha pele branca contrasta com a cor vibrante do lençol.
Roberto se masturba me olhando, vendo aquela cena, confesso que temi pela integridade de meu corpo, aquele pau certamente encheria minha buceta, eu aguentaria o peso daquele homem em cima de mim? Ele seria gentil? Ou me possuiria sem dó, socando fundo em minha bucetinha.
Roberto então, se ajoelha na cama, para o lado de meus pés e começa a beija-los e vem subindo, passa pelos meus joelhos e para em minhas coxas, e ele lambi, dá mordidinhas e chupões na parte interna de minhas pernas, lentamente sua boca se dirige a minha bucetinha e enfim chega, meu corpo treme e sinto sua língua quente passear, desta vez em meu grelo, minha vista escurece é muito tesão, ele começa pelo grelinho e desce em direção a entrada de minha xana e força a entrada com a língua, não resisto e ... aaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiii que delicia, uuuiiiiiii Roberto assim, vemmm chuppa minnhhaaa bbuccetiinnha, gostoso.
Não me lembro a última vez que uma língua, fez tanto carinho em mim, levanto minhas pernas e abraço o pescoço de Roberto e com minhas mãos faço pressão em sua cabeça contra minha buceta, estou fora de mim e digo coisas que não sei onde aprendi...assim meu macho gostoso me fode com sua língua, me usa, sou sua, iiissssssssssssss, sou sua putinha, sua vadia aaaiiiiiiiiiiiiiiii enfia logo esse pauzão em mim, sua vagabundinha não aguenta mais, quero sentir tudo isso dentro de mim, vem me possui
E ele vem engatinhando sobre mim, e olho para aquele imenso membro duro, ameaçador, vindo de encontra à minha buceta, então me abro para receber meu homem dentro de mim Ele se posiciona de joelhos, segura seu pau e vem, e passa a cabeçona em meu grelo, solto gemidos de puro tesão, sinto agora, seu pau forçando a entrada, meu corpo se arrepia e de repente minha xaninha cede e o cabeção invade minha carne, me abre devagarzinho, me preenche, tento mexer meu quadril, na intenção de facilitar sua entrada, mas o pauzão continua a me invadir parece não ter fim, nunca senti tanta satisfação ao ser penetrada, e finalmente sinto seu saco em minha bunda e ele começa a fuder minha buceta, e eu grito de tesão e ele soca, agora com força sem dó, começo a suar, minha bucetinha arde e suplico devagar, e ele não ouve, e começa a fazer movimentos giratórios com o quadril e seu pau roda dentro de mim, finco minhas unhas em sua costas e começo a dizer coisas em seu ouvido. “Assim meu homem, me rasga com sua vara, me faça sentir mulher de verdade” e ele morde meus seios enquanto me fode.
Roberto agora sai de dentro de mim e me vira de forma que eu fique de quatro e mete com força, aaaaaaaaaaaaaaiii meu útero esta sendo martelado por aquilo e ele não para, ouço um estalo, e uma ardência na bunda, aquele bruto estava batendo em mim, e outro tapa e outro e ele me diz, vagabunda, gostosa, isso é dar para um homem de verdade, rebola puta; e a cada estocada de seu pau, me jogava pra frente e ele me puxava de encontro a sua virilha, seu sacão batia em minha bundinha, e então meu corpo estremece, minha vista embaraça, fico molinha, estava tendo um orgasmo . . .Roberto me pega pelos cabelos e mete fundo, rebolo em seu pau me jogo pra traz, meio querendo que seu pauzão invadisse minha alma, porque minha bucetinha não tinha mais espaço, seu pintão me encheu.
E meus orgasmos não param, Roberto agora me levanta e me abraça por traz, sem tirar pau de mim, mete com força e aperta meus peitos com certa violência, sinto dor e muito tesão, estava sendo usada, arrombada por um estranho, gozo, gozo muito e caio de bunda pra cima na cama, não tinha forças, estava largada quase desfalecida e apago.
Quando volto ao mundo dos vivos e vejo Roberto ao meu lado, deitado de barriga pra cima, um total estranho,, sinto minha bucetinha melada, passo o dedo e vejo que era esperma, ele também havia gozado.
Deito minha cabaça em seu peito e fico admirando seu pau, caído em cima da barriga e mole, quase que a cabeça chegava ao umbigo, desço minhas mãos pela sua barriga e toco naquele pau que me arrombou e me fez gozar tanto, estava quente e também sujo de porra, mas ainda assim, mole, era imponente, lindo e me deu uma vontade imensa de chupar aquilo e fui com meus lábios em direção ao seu pau, quando chego abro minha boquinha e coloco a metade na boca e faço sucção de leve, enquanto acaricio suas bolas, e o gigante adormecido começa a acordar, seu pau, parece que incha dentro de minha boca, e vai crescendo e finalmente esta ereto de novo, e como aquele pau me dava medo, e como esse medo me dava tesão.
Roberto me vira de bundinha pra cima e começa a morder e lamber minhas costas, e desce até minha bunda e então beija, lambe, dá tapas e abre minha bunda com suas mãozonas, lambe meu rego e eu me arrepio, e passa a língua em volta de meu cuzinho e eu começo a tremer de tesão e ele força sua língua quente no meu buraquinho, cravo minhas unhas no lençol e rebolo, isso foi como um sinal para Roberto que sobe beijando de novo minhas costas e chega a minha nuca, então ele me diz: vou comer seu cuzinho, me apavoro e tento me virar e ele solta seu peso sobre mim, estou presa e sinto seu pintão roçando minha bunda e ele morde meu pescoço, minha bucetinha baba.
Roberto então me fala: fica tranquila que sei o que estou fazendo, se sentir que você não aquenta eu paro, então me tranquilizo um pouco, Roberto passa um creme gelado em meu rego, e unta seu pausão. e eu, uma esposa pacata e fiel estava prestes a ser enrabada por aquele desconhecido, como nunca tinha feito anal, não imaginei o que me esperava, talvez por isso estava tão tranquila, mas a tranquilidade passou no momento em que aquela pica tocou meu rabinho, o medo tomou conta de mim e Roberto dizia, calma, relaxa; e começou a forçar e a cabeçona invadiu, e eu: aaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii bandido, cachorro para, para, está me machucando uuuuuuuiiiii não faz isso aaaiiiiiii e ele para e começa a me dizer coisas, que eram verdades, mas que eu não queria ouvir: piranha, safada, gostosa, vou fazer o que o corno do seu marido não tem coragem, que cú delicioso, apertado, fica quieta que estou só usando o que comprei, eu paguei caro por você, mas vou fazer barba e bigode, e aquele homem fascinante e gentil estava se tornando um monstro, estava me machucando com seu pausão e se divertindo com isso, me distrai com suas palavras e ele se aproveitou e empurrou todo o seu cassete em meu cuzinho e ; aaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiii para,para,para, tira,tira,tira e ele parece que ficava com mais tesão a cada palavra de suplica que dizia, e ele metia forte no meu rabinho e mais rápido e agora puxava meus cabelos, meu cuzinho ardia, queimava, era como se estivessem enfiando um ferro quente em mim, então começo a chorar, choro alto, e ele mais rápido, de repente ele sai de dentro de mim e me vira, coloca uma perna em cada lado do meu corpo, de modo que seu pau ficasse perto de meu rosto, e goza na minha cara, aquela porra grossa e quente e tento me virar mas é inevitável cai em minha boca, e eu gozo
Toda arrombada e com gosto de porra na boca.
Em uma só tarde, conheci um homem agradável, sedutor, que me deu muito prazer e me fez gozar com carinho e outro homem bruto, violento, que praticamente me estrupou, mas que também soube me fazer gozar. E como profetizou madame Jujú, é claro que voltarei...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario curiosoparaense

curiosoparaense Comentou em 10/08/2017

juro que leio esse conto todos os dias e me coloco no seu lugar. Quero um dia ser vc

foto perfil usuario curiosoparaense

curiosoparaense Comentou em 10/08/2017

juro que leio esse conto todos os dias e me coloco no seu lugar. Quero um dia ser vc

foto perfil usuario maythe

maythe Comentou em 01/08/2017

Sonhei! Gostei! Viajei nas tuas linhas envolventes e excitantes !! Votado

foto perfil usuario fulano

fulano Comentou em 30/07/2017

Delícia de conto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


18161 - A bunda ardeu, doeu, mas gostei muito. - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 14
18222 - O APRENDIZ DE BARBEIRO - Categoria: Gays - Votos: 8
18223 - Um cigano me arrombou - Categoria: Gays - Votos: 9
18251 - Meu treinador me enrabou e fiquei viciado - Categoria: Gays - Votos: 17
18252 - MEU TEINADOR ME ENRABOU - FIM DE SEMANA NA CHACARA - Categoria: Gays - Votos: 14
18303 - A COLEGIAL NO PARQUINHO LEVOU SÓ NU CU. - Categoria: Virgens - Votos: 20
18409 - A descoberta do outro lado. O começo. - Categoria: Gays - Votos: 10
18462 - Novamente levando rola do nosso amigo. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
18499 - Como fui violado na visita a casa de minha Avó. - Categoria: Gays - Votos: 8
18546 - Fazendo o rabinho do meu enteado e ele gostou. - Categoria: Gays - Votos: 16
18638 - De tanto insistir minha mulher deu para o VENDEDO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
18641 - Vara no rabo dói mais quando se acostuma vira puta - Categoria: Virgens - Votos: 4
18990 - FUI VIZITAR A AMIGA E GANHEI ROLA DO MARIDO. - Categoria: Fantasias - Votos: 15
21722 - Como fomos comidos eu e meu marido por Antonio. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
21723 - O PAI DA MINHA AMIGA TRASOU MEU CUZINHO VIRGE. - Categoria: Virgens - Votos: 13
22026 - Abusando da Tia Dorminhoca - Categoria: Incesto - Votos: 10
22244 - A namorada sendo arrombada pelo amigo bem-dotado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
22246 - A reforma minha esposa. Neide e o Pedreiro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
24803 - 1ª vez. Que um negrinho me comeu! - Categoria: Gays - Votos: 22
24804 - A do mecânico era mais engraxada! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
24805 - ABUSANDO DA MÃE FIZ ENGOLIR 22 CM DE PICA. - Categoria: Incesto - Votos: 27
29540 - Minha esposa estrupada no cafezal na minha frente. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
31163 - Tornei-me corno no sex-shop. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
31166 - Minha esposa sofreu na mão de um roludo e gostou e - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
31168 - Meu primo comeu meu cu. - Categoria: Incesto - Votos: 25
31169 - Marlene e o velho Benedito - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
31923 - Eu e meu amigo comendo a minha namorada japinha - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9
33363 - Delicias de foda na borracharia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
33483 - Dividindo a esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
33484 - Tendo que dividir a esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 40
33489 - CONVIVENDO COM O INIMIGO. - Categoria: Gays - Votos: 12
35136 - TORNEIME PUTA NO ONIBUS - Categoria: Traição/Corno - Votos: 35
36489 - Esposa abusada por um moleque - Categoria: Traição/Corno - Votos: 28
36490 - Esposa abusada por um moleque 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
36505 - Esposa abusada por um moleque 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
37700 - EU MINHA ESPOSA E O PASTOR. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
37701 - Meu amante rasgou meu cuzinho virgem! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
37720 - Eu ela e o colega na praia de nudismo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
37721 - Cuidando da novinha rabuda - Categoria: Incesto - Votos: 11
37724 - Juceli e o velho preto - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
38017 - Arrombei a professora do meu filho - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
38046 - COMENDO A COLEGA GOSTOSA NA BAHIA. - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
38074 - Fui na conversa de minha mulher e virei corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
38115 - DESCABAÇANDO O CUZINHO DO CASAL - Categoria: Traição/Corno - Votos: 25
38118 - Comida à força... E gostei! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 50
38393 - A mulher do meu cunhado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
38396 - O marido gostava de olhar a esposa sendo fodida. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
40590 - Comida por um negão de rola grande - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
40592 - Meu irmão meteu a rola em mim - Categoria: Incesto - Votos: 7
41072 - Como minha mulher é PUTA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
42140 - A pica dura do papai - Categoria: Incesto - Votos: 11
42141 - A primeira vez de uma mulher casada. - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
42217 - Meu marido armou uma arapuca pra mim - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
46230 - Descabaçando a empregada - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
69859 - A PRIMEIRA VEZ DE DANUZA - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
69971 - Como conheci Vanessa minha esposa parte I - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
69972 - Como conheci Vanessa minha esposa parte II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
69973 - Como conheci Vanessa minha esposa parte III - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
70444 - Meu namorado e seu amigo me comeram gostoso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
70812 - Fiquei bêbado e virei corno manso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
76568 - COMENDO A CRENTE CASADA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
76569 - Dei para o sogrão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
77692 - Descobri que minha linda esposa era puta na nossa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
77737 - Descobri que minha esposa era putinha em nossa lua - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
78073 - Esposa convidada pra suruba pelos compadres - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
78121 - Chupei a buceta dela toda gozada do macho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
78355 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe Parte I A De - Categoria: Incesto - Votos: 13
78356 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe (Parte II - R - Categoria: Incesto - Votos: 9
78357 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe (Parte III - - Categoria: Incesto - Votos: 12
78512 - Minha esposa no massagista - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
78548 - Consentimento pra dar pra outro homem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
78549 - Gosto de ver minha esposa gozando com outro homem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
79229 - Fui devorada pelo Vigia de Obra e gostei. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
79404 - MAMÃE MANDOU PAPAI TIRAR MEU CABAÇO! - Categoria: Incesto - Votos: 22
79446 - Ferramenta do Pedreiro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
79458 - COM MEDO DO TARADO, COM O TARADO DO LADO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
80150 - QUE SE FODAM OS HIPÓCRITAS EU AMO DÁ MEU CÚ! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
80334 - Troca de Esposas - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
80335 - Serginho metendo na minha esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
80977 - Casada evangélica adora trair. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
80978 - Casada Dando a Xoxota ao Jovem Cunhado Safado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
80979 - Estuprada no pico da bandeira - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
80980 - Casada Dando a Xoxota ao Jovem Cunhado Safado II. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
81421 - Papai me fodeu gostoso e adorei - Categoria: Incesto - Votos: 11
81824 - Evangélica casada é abusada no ônibus! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 20
81991 - Meu vizinho descobriu minha esposa V - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
82284 - Martinho e o estupro da sua mãe - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
82301 - Chorei na pica do negão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
99942 - Minha esposa deu para o amigo e ele chupou meu pau - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
100305 - Como minha mulher perdeu a virgindade no cuzinho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
100307 - A cunhadinha ficou bem quietinha - Categoria: Incesto - Votos: 5
100309 - A novinha bucetuda que deu o cú pra pagar pela bicicleta - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
100484 - Com o Dono da Locadora na Seção de Filmes Pornôs - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
100485 - Esposa Advogada comida por um Bandido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
100519 - Esposa novinha fez programa sem camisinha - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
100637 - A primeira vez que traí meu marido. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
103763 - Comendo a namorada do amigo pela primeira vez - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
103764 - Arrombada na Despedida de Solteira - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 5
103936 - A esposa do meu irmão mais velho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
103937 - A vingança foi dar o cu para o ex-cunhado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
104255 - Minha esposa se realizou - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
104363 - SOU UM CORNO FELIZ E REALIZADO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
104368 - COMPRE 1 CELULAR E GANHE 1 CHIFRE NO NAMORADO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
104415 - O Zelador Coroa e o jovem casal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
104533 - Tendo um caso com a minha sobrinha - Categoria: Incesto - Votos: 11
104891 - Meu Marido me armou uma Cilada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
105910 - DELÍCIA DE EVANGÉLICA NO ELEVADOR - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
105911 - DELÍCIA DE EVANGÉLICA SENDO CHUPADA - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
105912 - VIZINHA EVANGÉLICA METELONA - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105913 - Vizinha evangélica metelona Parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105914 - CRENTE GOSTOSA E VIRGEM - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
106028 - Realizando a fantasia do marido, satisfazendo a esposa, desfecho. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
106095 - MARIDO BROXA VIRA CORNO 2ª parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
106097 - MARIDO BROXA VIRA CORNO 1ª parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
106102 - A ninfeta chapada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
106133 - O dia em que comi a tão desejada sogra. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
106216 - Moleque negro quer engravidar minha esposa. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 38
106257 - Moleque negro quer engravidar minha esposa – Parte 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
106258 - Moleque negro quer engravidar minha esposa – Parte 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 20
106660 - Malu encarando 23 cm e muito grosso - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
106713 - Muita pouca vergonha - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
106901 - Ferias com o Maridão corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
107138 - Vidinha de corno como convenci minha esposa a ter um amante. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
107186 - Corno do Primão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
107190 - Transei com meu sogro - Categoria: Incesto - Votos: 14
107328 - Perdendo a virgindade com o patrão do meu pai - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
107342 - O amigo do papai casou comigo para ser corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
107343 - Primeira namorada - A primeira vez dela. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
107977 - Os Inquilinos As aventuras sexuais de uma menina curiosa... 3 parte - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
107979 - Os Inquilinos As aventuras sexuais de uma menina curiosa... 6 parte Final - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
108240 - Corno do Primão 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil linsar
lins1955

Nome do conto:
ESPOSA MADURA LEILOADA NO PUTEIRO

Codigo do conto:
103985

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
30/07/2017

Quant.de Votos:
16

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto incesto q boceta boacontos eroticos com nossos amigos intimos 2Carlos dando cucontos com cinco ano dei bucetaconto esposa ja transava com meu amigo[email protected]sexo com çdu filho novinho conto eroticocontos incesto eu e minha amiguinha seduzimos meu paino conto erotico minha irma mais nova mim pertuba pra transa com elamulher e garotos na praia conto eroticocontos chantageada pelo prefeitodragon ball z porno yaoi hq Fui bem comida na praia por 4 negros contos com fotoscontodecuzaogaterrima metendocontos porno eroticos de irmao e irma quadrinhos3dcontos pornôs pais faz troca_troca de.filhascomercuegostosoultimos contos sadoconto erotico novinha baladacontos gay de sendo arrombado por um garoto negro de ruaConto erótico menino bate ponheta pensando no Travesti contos erotucos a filinha brm pequenacontos erotico tia viuvaminha putinhacontos eroticos coroas putuas atraz de novinhosmulheres despejando seu gozoSua uma empregada exibicionista para meu patroa contos femininomeu marido e minha mãe me trairam goza no meu cu conto eroticorelatos sexuais nosso amigo comendo meu cú e meu marido filmanomenina é estrupada enconto estava bebada pelo irmão pisudoaprendendo a dirigir contosQuadrinhos erotico tia cagou pau filhoO verdadeiro marido Corno . . . Simplemente adora lamber o clitoris da esposa . . . Enquanto o amante dela enche sua buceta de Porraconto vi minha filha metendocom e genroContos eroticos seios mordidassexo história minha filha deu pro meu maridohq eróticos marido tridomamei o pau do amgo do marido conto eróticoContoeroticofodicontoeroticodevirgemlactofilia com gordinhoscontos eroticos traicao praia suruba gangbangporno de quadrinhos o amigo negro do meu filho 2conto erotico incesto cavalgando paicontos gostava de mamarna pica do padastroContos erotico velhas dando pra novinhoconto amigo heteroNetinha.contospescadordebucetawalter comeu minha esposanovinha gozou 3vez na pica do negão epediu mais HQ bart simpsons sexo gaycache:96w4Biafn4wJ:mozto.ru/fogoma menina. motara.abucetacontos com fotoscfm casadascontos eroticosmulher com encanadorcontos de incesto lesbicoscontos de comvessa no zap adolesentecontoseroticos.vip/hetero/o-dia-que-ajudei-o-flavio-ser-o-corninho-que-tanto-queria/contos metendo com ti tiaconto erótico corneei com o chefecontos eróticos minha cunhada medrosaXvideos quando pai e filho compatilhan o quantosogra gostosa metendovcom o genronegan meteno no cu novinhavídeo de pornô Carla deitado na cama meu coração no c* delaconto erótico traiçãota vendo corno ele fudendo meu cuquadrinhos eróticos e pornograficoseu pedi para ver a mulher só de sainha curtinha sem calcinha sem cartão na mostrando a buceta rapazconto gay urologistacontos eroticos velgos de 68anoscontos eroticos amiga e seu cuzinho que pisca na minha rolapeguei na buceta da casada e ela nem ligou contos eroticosContos eroticos com animaiscontos eroticos cunhada se acidentouhomenagem conto erotico filhaasistir videos porno atualizado 2017 mulheres transando com cao e ingatando com elecasada fui sem camisinha com um estranho contoconto porno quadrinhocontos meu pai deixou minha bucetinha toda inchada de tanto fudercontos eróticos esposa tentando desvencilhara linda bucetona da minha tia incestoxsvideos encochaadas