Apenas seguindo as regras do patrão


Click to Download this video!


Eu estava entrando no banho, quando meu patrão apareceu de repente no quartinho. Fiquei toda sem graça, tentei puxar a toalha pra me cobrir, pedi licença falando baixinho (ele sempre me repreendeu quando falava um pouco mais alto, me ameaçando me mandar embora se não falasse no "tom permitido dentro daquela casa), me sentia um peixe fora d'água naquela mansão cheia de regras, mas precisava do dinheiro então aceitei ir 1x por semana pra fazer uma limpeza básica (ele já tinha outras empregas, é tão rico que precisava de alguém só pra limpar os tapetes) ele dizia que eram tecidos nobres e precisava de alguém mais delicada pra fazer o serviço.
E lá estava eu, 1x por semana, joelhos no chão e de quatro esfregando delicadamente aqueles tapetes. Ele é muito exigente e sempre ficava observando meu serviço assim como de outras empregadas.

Não sei porquê mas fui a única que ele exigiu que usasse uniforme diferente (o delas era uma calça e blusa preta e o meu um vestido branco, parecia aqueles filmes antigos) e a cada 15 dias, dava descanso pras outras meninas. Então uma semana sim outra não, ficava eu, e aquele patrão bravo me rondando pra ver se eu fazia tudo certinho. Sentia medo de ser mandada embora então ficava quietinha só fazendo o que ele me pedia. Não me sentia confortável em ficar de quatro com aquele vestido, mas o que ele me pagava por dia, eu conseguiria me manter por uma semana, então aceitei.
Achava constragendor mas a regra lá dentro era "ninguém falar, opinar, comentar sobre nada referente ao trabalho do outro, por mais estranho que parecia, todos fingiam que nada via, apenas seguia as regras daquele único morador em troca de um bom salário.
Cada vez que ficava de quatro pra limpar aqueles tapetes, tentava ficar com as pernas bem juntinhas pra ele não ver minha calcinha, morria de vergonha, mas não queria abrir mão daquele dinheiro.
Certa vez ele ficou sentado no sofá lendo livro, ao lado de onde eu estava limpando, tentei ir pra outro cômodo limpar outro tapete, mas a perceber ele me impediu dizendo: HOJE É ESSE QUE VOCÊ VAI LIMPAR, A CASA É MINHA, AS ESCOLHAS SÃO MINHAS, FAÇA O QUE MANDO OU ESCOLHA OUTRO LUGAR PRA TRABALHAR. (queria chorar mas sempre aceitava calada).
Continuei limpando até que ele novamente disse algo:
ESSE TAPETE NÃO É TÃO DELICADO QUANTO OS OUTROS, ESFREGUE MELHOR. E continuei indo e vindo com aquela escova no tapete até que percebi que tinha esquecido das minhas pernas fechadas e estava lá, com a bunda toda arrebitada, só pensando em limpar e não decepcionar meu patrão. Quando ousei arrumar meu vestido que senti que estava mostrando minha bunda, ele disse:
SE TIRAR A MÃO DESSA ESCOVA E DO TAPETE É RUA... continuei calada, com aquele vestido me fazendo passar vergonha deixando minha bunda de fora enquanto esfregava cada vez mais aquele tapete. Quando termeinei, deu meu horário e pedi permissão pra ir embora. Ele só mexeu a cabeça dizendo sim, corri pro banheiro pra tomar banho e ir embora, quando ele entra no banheiro (meu patrão tinha cópia de todas as chaves e não se intimidou ao mostrar que tinha do banheiro também). Tentei me enrolar na toalha, mas não consegui. Os braços dele me prenderam primeiro, com força me levou pro cômodo que eu estava limpando, colocou um pano na minha boca pra caso eu gritasse, e disse: VOU TE ENSINAR COMO FAZ PRA DAQUI 15 DIAS FAZER DIREITO. Sem entender, achando que eu havia estragado algo, com medo de precisar pagar algo e não dinheiro pra isso, aceitei a bronca e fui escutando calada e com muito medo. Pediu pra eu ficar de quatro, eu ali pelada, me sentindo um lixo, quando ele gritou: EMPINA ESSA BUNDA, COLOCA SEU BRAÇO PRA FRENTE E ESFREGA DIREITO E NÃO PARECENDO UMA MADAME LIMPANDO. VOCÊ É MINHA EMPREGADA. VOCÊ QUER CONTINUAR TRABALHANDO AQUI?
Com lágrimas nos olhos mexi a cabeça que sim, vendo ele de baixo pra cima, com minha bunda toda aberta, meus braços esticados quase reverenciando ele, pra seguir suas vontades em fazer um trabalho bem feito. Ele tirou o pano da minha boca, e apenas disse: agora vai.
Tomei banho, fui embora, e daqui 15 dias estarei lá pra fazer um trabalho bem feito pro meu patrão.

Gostou? Adoraria ler seu comentário.
Lis


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


105273 - Apenas Seguindo as regras - Reunião do patrão c/ cuzinho a mostra (parte 2) - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 11

Ficha do conto

Foto Perfil lissalvatore
lissalvatore

Nome do conto:
Apenas seguindo as regras do patrão

Codigo do conto:
104199

Categoria:
Sadomasoquismo

Data da Publicação:
03/08/2017

Quant.de Votos:
13

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Contos mãe caga na picao amigo do meu filho quer me fuderfilha e nora putas cu pequenopica especial cabeçuda e cheia de leite pra minha esposaconto erotico estuprando a amante da mulher violenciaconto erotico brincando esconde esconde com novinha do bairrocontos eróticos quadradinho a despedida de solteiro 2Insesto.cd de contos eroticos contados por mulheresConto erotico novinha grita no cavalocontos eroticos meus primos e seus amigos me arregacaram o cuConto erotico de bucetinha apertadacontos de incestos chupando a bucetinha da filhinha ainda bebematheus conto erotico gaycontos eróticos gay Thiago e Binhoso foto dinovinha querendo xupa como econtos com fotoscfm casadasluana com a buçetanacontos erotico buceta de julianacontos cuzinho cunhado em mogi das cruzesconto sexo gay avômenino pirocudo casada crente contoscontos eroticos com fotos:maldita entrevista de emprego Parte 2contos comi a crente rabuda manuelatambabaxvideo gayhostoria em quadrinhos sexoencoxa econxaxvidio fui na casa da minha namorada e so tava Minha Sogra cumi a Sogra a forçaConto erotico de bucetinha novinhafotos da minha esposa cavalona puta querendo provocarconto comi minha madrastaContos eróticos de incesto e orgia com o papai o vovo e com os meus irmao na fazenda do vovo pauzudoContodebucetacontos eroticos minha mae de bikineultimos contos sadomeu padrasto me estrupou e eu me vinguei[email protected]Contos gays com noia pausudo negro na rua.Conto erotico - Estuprei a empregada da minha mãemae fica olha afilha de calsinha cabando chundo elacontos eroticos gay dando pra 2 marceneirosconto lebo irma putinhaAsemana do saco cheio 5 quadrinho eroticoxoxota vrtmelha melada contoso pau do meu cunhado me lacio a bucetaestrupei meu priminho brincando de lutinha contosgaycontodecuzaocontos eroticos guardetes noturna trepandoconto gay fistei o filho gay da minha namoradaContos-vov lambeu o sebo do meu pauMeu genro me comeu na casa abandonada contos eroticos femininocontos comi o cuzinho dela dormindoSua uma empregada exibicionista para meu patroa contos femininocontos eroticos eu e minha primaconto erotico fodi minha companheira de trabalhopedi meu pai pra gozar dentro da minha buceta, contoburbuja bombon bellota comic pornoContos eroticos .meu filho me comeu no sofa da salacasa dos contos eroticos sou a femea do meu cachorro gaycontos eroticos de como meu amigo me comendoconto porno quadrinhoela acordo tda molhada de pora dele pornoConto erotico menina nova com velhoconto quadrinho engravidando a mamãContos reas papi arrombo meu cu na frente da mamaeconto casal inicianteAlizada no metro pelo filho hq hentaiComo foi bom comer minha irma[email protected]viadinho namorada conto eroticoxvideos corno chupado flttroca de casal contoscontos eroticos shortinho com metade da bunda de foraconto viadinho sapeca