Sedutoras e Marrentas - Parte Final


Click to Download this video!


Silvia saltou da cama, e procurou sua calcinha.
- Tom... precisamos ir... - disse ela, aflita.
- Mas...
- Mamãe pode estar preocupada... - insistiu ela, procurando não olhar diretamente para ele.
Tom levantou-se, resignado. Viu a irmã achar a calcinha, e vestir. Saiu pela porta em direção a piscina, em busca do seu vestido. Tom saiu atrás. Assim, sem dizer nada, e já no carro, os olhos perdidos pela janela, eles retornaram para casa.
Dois dias depois, na hora do almoço, todos estavam a mesa, e, o que era raro, com a presença de Tom, seu Gilmar puxou conversa.
- o que deu em vcs? estão quietos que só...
Silvia olhou para Tom, e abaixou a cabeça. Tom sorriu para o pai.
- nada não, pai... é que... arranjei emprego e...
A mãe exultou.
- Vc tá empregado? mas isso é que é boa noticia... - disse, feliz da vida.
- é na oficina do Geraldo... - disse Tom, olhando em direção a irmã.
Silvia olhou para ele.
- Parabéns... vc estava precisando mesmo... rsrsrs.. - disse ela. - e eu... tenho uma noticia pra vcs...
- boa ou ruim? - perguntou o pai.
- acho que é boa por um lado... - e olhando rapidamente para Tom - e ruim por outro.
- diga logo!! - quase gritou a mãe.
- pois é... dentro de 15 dias estarei viajando para a capital.... a seleção final .... eu passei...
- Minha filha... a moça do tempo... não acredito!!! - disse a mãe.
- pois é... -disse Silvia... - ruim vai ser deixar vcs aqui... - disse ela, sendo abraçada pela mãe, ambas em lágrimas.
Acabou o almoço. Tom se aproximou dela.
- Parabéns, moça do tempo! - disse ele, a voz entristecida.
Ela sorriu.
- Obrigada. - disse, e se afastou.
Mais alguns se passaram.
Bel ficou sabendo da noticia, e se arrumou para ir na casa da mãe.
- ah, tomara que a Silvia não esteja... deve estar se achando... ah, to louca pra ver o Tom... - pensou.
Vestiu uma saia curta, olhou-se no espelho e foi até a garagem.
Estacionou na esquina, perto da casa. Faria uma surpresa para Tom. Desceu do carro e foi a pé.
Naquele momento, Tom subia uma das mãos pelas coxas de Silvia. Ele estava sobre ela, e faziam um papai e mamãe pralá de ardente. A cada estocada, o corpo de Silvia era projetada para a frente. A cada estocada, um gemido contido.
Tom entrava em Silvia em movimentos ainda lentos, entrava e saia, sentindo o prazer de possuí-la, centimetro por centimetro. Ela estava abraçada a ele, tendo o rosto do seu irmão afundado em meio aos seus cabelos... sentia o coração dele acelerado nos seus seios, cujos bicos, rijos, tesos, cutucavam o tórax do rapaz.
Bel chegou ao portão. Entrou, devagar.
Tom levantou o torso, seu membro ainda enterrado naquela buceta deliciosamente apertada. Ele retira seu membro e olha sua obra. A gruta aberta... a carne rubra, ensopada... os pequenso e grandes lábios salientes, os pêlos, fartos, melecados.... os quadris dela ainda se movem, na ânsia daquela foda descomunal..
- oooh, Tom.. - diz ela, olhando aquela enormidade rija na mão do irmão. Ele torna a enfiar, quase tudo... e olha a expressão da irmã possuída... ela cerra os olhos, e geme... e aquele gemido é aditivo para o seu tesão incestuoso, imoral, pecaminoso... ele volta a retirar o seu pau, que já libera sêmen... ele faz um enorme esforço e rtem o gozo...ainda não... quer tirar o máximo daquele momento...
- vc.. vc é.. gostosa demais... demais.... - sussurra ele.
Ele volta a enterrar seu membro até onde dá. Ela geme, alto.
Bel chega a porta do quarto de Tom. Toca três vezes. Ninguém responde.
Tom vira a irmã de bruços. Ele enlouquece com aquelas nádegas carnudas e brancas, perfeitas... vê os pêlos saindo por trás... é tesão demais... seu menbro se retesa, enlouquecido.
- empina a bundinha pra mim, maninha linda.. vai.. empina....
Tom a puxa pelas ancas, e ela reclama:
- Tooom.... !!!
Tom não a ouve mais. Está exasperado de desejo.
Ajeita seu membro na entrada daquela boceta de sonhos, e enterra num movimento só. Entraa fundo... muito fundo..
- ooooohh... - geme alto a bela moça.
Tom entra e sai, entra e sai.
- tesão.... aaah.. tesão... tsão demais...aaaah...
- oh, Tom... ooh, Tom....
- ah, mana... não acredito.. to te comendo...
- tom...oooh
- to comendo... tua boceta... tua boceta peluda... gostosa...aaah...
- Oh, Tom... fala mais....aaah... fala mais... to quase... aaah...
- maninha tesuda.... tesuda demais...aaah... to fodendo... fodendo tua boceta...aaaaah...
- ooh, Tom.... diz.... diiiiz.....aaaah...
- oooh, boceta... boceta peluda.. tesão aaaha... tesão de mana... tesão de manaaaaa.....aaaaaah....
Tom explode. Explode em gozo dentro da boceta da sua irmã Silvia. Goza com tanto impeto, que a porra escapa pelos lados, esguichando por toda a cama...
- ttommmmm....aaaah..... tô... tô....aaaah...
- goza, tesuda.. gozaaa... goza gostoso, tesudaaaa.....aaaah...
Bel empurra a porta e....
Não encontra ninguém. Mas... onde estará Tom? sua moto está lá fora. E ele?
Bel viu que ninguém estava em casa, aparentemente. E Silvia? será que Tom estava no quarto da Silvia? Bel quase corre para lá...
Silvia caba de limpar-se. Tom olha seu corpo nú, ainda sendeto, ainda com fome da irmã.
- Mano... vc precisa ir... - disse ela, procurando sua calcinha, jogada em algum canto no impeto do sexo.
- por mim... ficaria a vida toda aqui... - disse ele, alisando a enorme pica.
Ela evita olhar para ele. Mas não tem como evitar. Sente Tom olhando desejando suas coxas, seus peitinhos, sua bundinha, sua vulva, seus pêlos...
- Tom...!!! – diz, voz docemente queixosa – a gente fez um montão de vezes... assim vc acaba comigo..
- mana, vc que acaba comigo... e vc sabe disso,... gosta de me deixar doido de vontade, me provocar...
Ela sorri, maliciosa para ele. Desiste de vestir a calcinha. A tentação é grande demais.
Nisso, ela ouve uma voz lá fora.
- Silvia...! Silvia!!
-Tom... é a ISabel... !!!!
- Caramba, o que ela quer?
- não sei... veste tua roupa...
Ele se vestiu rapidamente, e olhando para ela, abriu a janela que dava pro quintal.
Silvia limpou por ali, tirou o lençol, e se enrolou numa toalha. Abiu a porta. Fez cara de sono.
- o que vc quer? - perguntou ela, rispida.
Bel entrou, olhando para os lados.
- cadê ele/
- quem é ele??
- Tom... ele estava aqui com vc, não?
- vc tá louca? quer parar com isso? não tem vergonha? - disse Siliva, furiosa.
- vc não me engana.... vc está dando pro Tom...!!
- me respeita, sua louca... Tom é nosso irmão!!!
- mas vc... fez tudo pra chamar a atenção dele.... vai negar?
- foi só uma brincadeira... vc também fez... acabou...
- não acredito...!!
- vc que sabe... vou acabar contando pra mamãe... sobre aquelas fotos...
- vc não teria coragem...
- olha que teria.. é só vc continuar me enchendo o saco...
Tom ouvia a discussão na parte de fora. Saiu em silêncio. Sua duas deliciosas irmãs brigavam... por sua causa.
Vários dias depois, Silvia se despediu de todos e viajou para a capital.
Certa manhã, Tom encontrou com Paula no shopping.
- Oi, Tom... quanto tempo!! vc sumiu...
- to sempre por ai...
- e a Silvia? tem visto ela na TV?
- quando posso, sempre vejo...
- vc viu? ela tá fazendo o maior sucesso!! - dizia Paula, entusiasmada.
- sei... ela conseguiu...
Paula notou uma certa tristeza nas palavras do rapaz.
- desculpe... eu..
- tudo bem... já passou...
- vc sabia do nosso plano´, é?
- Silvia me contou tudo... rsrsr
- vc deve estar com raiva de mim, imagino.
- nada a ver... já passou...
- uma pena não dar certo pra vcs dois...
- é, foi uma pena...
- vc gostava muito dela, não?
- gostava sim..
- ela tb gostava muito de vc... as vezes ela me liga, e pergunta sobre vc... o que vc faz, com quem anda, se está namorando alguém.. rsrs
= sério?
- sério... ela trabvalha demais, mas sempre tira um tempo pra gente bater um papo... quer que eu vá faazer uma visita pra ela, quando puder..
- legal...
- o namoro de vcs foi curto, mas sei que ela adorou ficar com vc... ela me disse...
- ela tb me disse... mas o fato de sermos irmãos .... sabe como é...
- Tom... se eu fosse ela... não sei... rsrsrs
- ficaria comigo?
- hmmm... curioso... rsrs
- ficaria, ou não?
- do jeito que ela me falava de vc... fiquei muito curiosa...
- o que ela falava?
- do jeito que vcs se beijavam... era eu quem mandava ela provocar vc... rsrsrs
- vc foi a culpada, então?
- eu mesma... a gente comentava depois... ela me contava tudo, do jeito que vc ficava...
- ela dizia tudo, mesmo?
- tudo... quando ela foi no teu quarto, e vcs se beijaram muito... ela disse que sentiu vc legal..
- sentiu o que?
- o teu tesão.. por ela... ou vai negar?
- claro que não... nem tinha como...
- eu sei...
Tom sabia que Paula não sabia da transa dos dois. Silvia prometera não contar.
- ela me falou uma coisa sobre vc...
- que coisa?
- uma coisa ue vc tem... muito... muito grande...
Tom percebeu que Paula estava excitada com aquele papo.
- e vc quer.. ver essa coisa?
- quer me mostrar, é?
- quero....
- vamos em casa...
Paula levou Tom até sua casa, que estava sem ninguém naquele horário. Já entraram aos beijos no quarto da garota.
Tiraram suas roupas de qualquer jeito. Tom sempre tivera tesão por Paula.
- sempre quiz vc, gata... - dizia ele.
- eu sabia.. a Silvia me contava... se não fosse ela querer vc, eu te pegagira.... h,mmmmmm
Paula gemeu alto, quando Tom desceu sua calcinha, revelando sua nudez.
Ela mesma desceu a cueca do rapaz, delirando ante a visão do monstro de carne e músculos.
- oooh.. - chega ela a se assustar... - a Silvia.... tinha razão...
- ela falou pra vc?
- sim... ela sentia vc esfregar nela...
- e ela... gostava?
- acho que sim... acho que sim... oohh.
Paula chupou Tom. Mas este estava tão excitado, sentou-se na cama, e trouxe a bela garota para o seu colo.
- vou te comer... vou te comer muito...
- ooh... me come... tarado... tarado pela própria irmã... taradooo...oooh...
- sim... comeria vc e ela ... juntas.... comeria as duas...
- ooh, eu iria adorar.... oooh... me fode...me foode....
Tom enterrou sua pica naquela bucetinha apertada. Paula emitiu uma espécie de ganido... cadela no cio...
Dias depois, Silvia acabara de terminar mais uma gravação. Saia do camarim, quando viu o rapaz, esperando por ela. Seus olhos não acreditaram.
- Tooommm!!!
E ela correu para abraçar o irmão.
- Tom...!! não acredito... que surpresa...!
- tudo bem? foi coisa da mamãe... ela me pediu que te trouxesse...
- ah... não diga que ela mandou minha torta preferida...
- sim... e queria que fosse surpressa...
- ah, adoro minha mãe... vem, vou te apresentar aos meus colegas...
E Silvia levou Tom a vários setores daquele estudio, apresentando ele a todos seus coelgas de trabalho. Algumas garotas ficaram encantadas com Tom, mas este só tinha olhos para Silvia. Como ela estava ainda mais bonita. Naqueles vários meses, foi suficiente para ela ganhar a admiração de todos. Sucesso total. Pela beleza e pelo talento.
- Mano... vamos pra casa... - pegaram um carro na garagem e sairam.
O apartamento de Silvia, num bairro nobre, era pequeno, mas confortável. Morava sozinha. Tom se perguntava se ela estava namorando. Mas não tinha coragem para fazser aquilo. Silvia só perguntava pela mãe, pelo pai, e por outras coisas da cidade.
- Mano... vc pode ficar neste quarto.. tem até TV.. RSRSRS
- legal..
- depois do banho, a gente pede pizza, pode ser?
- vc manda...
Mais tarde, depois da pizza, sentaram-se na sala, e Silvia contou sobre toda a sua trajetória até ali. Parecia que houvera entre eles não acontecera.
Até que ela perguntou.
- tem visto a Paula?
"e como.. " pensou Tom.
- Sim.. nos encotnramos algumas vezes....
- ela me disse que encontrou vc... ah, a Paula...
- é... vcs eram muito amigas...
- ainda somos, claro...
Ela parou umm pouco.
- me diz.. e a mana? o que ela anda aprontando?
- ela sossegou... rsrsrs
- mesmo? acho que ela só queria me desafiar mesmo... rsrsrs...
- eu sei..
- nossa! aquela nossa guerra pra chamar tua atenção... rsrsrs
- é mesmo.... rsrsrs
- e vc no meio... coitado! rsrsrsrs
- e´.. mas vc acabou ganhando... rsrsrs
Ela olhou para ele. O que ele acabou de dizer fez ela ficar com um olhar estranho.
- vc deve ter achado ridículo...
- vc sabe que não...
- mas ela era marrenta demais... tudo que eu queria, ela tb queria...
Ele olhou apra ela. Linda. O corpo aprecia ainda mais sedutor. Lembranças lhe vieram a cabeça. Lembranças dela, nua, ele sobre ela, seus corpos se movimentando naquela dança erótica... seu membro entrando e saindo daquela gruta deliciosa...
- é... e eu fui a vitima... rsrsrs
- ela era terrivel.. bastou eu me aproximar de vc... e ela já soltou as asinhas pra vc, não foi?
- nem tanto... rsrs
- bobo... eu sei que ela dava em cima de vc... ela descobriu que eu te queria... e ai tudo começou...
- me queria, é?
- queria pra ficar perto de mim, como irmão que somos, ué? rsrssr
- eu tb te queria....
- eu sei... ai eu contei pra Paula que eu tava querendo vc... e que a Bel tb te queria.... rsrsrsr... e ai ... rsrsr
- bem... nosso namoro não durou... mas achei legal..
- tb achei... foi gostoso aquele clima todo... rsrsrs...
- melhor foi na casa do Arthurzinho...
Ela olhou para ele. Tom levantou-se, e sentou-se ao seu lado.
- ah, a casa do Arthurxzinho... que loucura... rsrsrs.. - disse ela.
- foi bom pra caramba... - disse ele.
- ainda bem que ninguém viu.... rsrsr
- aqui... tb ninguém vai ver...
Ela olhou para ele. Suas bocas estavam proximas. Lembranças vinham a mente. Lembranças quentes.
Horas depois, Silvia, nua em pelo, recostou seu corpo sobre o irmão, na imensa cama do quarto da garota.
- Tom... oh, Tom... foi uma delicia...
- demais... caramba... vc faz gostoso demais...
- vc que me ensinou... rsrsrs...
- bem... tenho até amanhã...
- jà? não! fica mais alguns dias... por favor...!
- hmmm.. pedindo assim...
- fica, por favor, mano... fica comigo!
- bem...
- eu ligo pra mamãe... e digo que vc vai morar aqui... comigo!
- vc quer mesmo?
- quero... quero demais....
Suas bocas se uniram num beijo apaixonado. Aqueles dias seriam dias de prazer.

FIM


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


11551 - DOCE NANDA - Parte um - Categoria: Incesto - Votos: 9
11554 - DOCE NANDA - Parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 6
11560 - DOCE NANDA - Parte três - Categoria: Incesto - Votos: 7
11579 - DOCE NANDA - Parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 9
11684 - DOCE NANDA - Parte cinco - Categoria: Incesto - Votos: 8
11703 - DOCE NANDA - Parte seis - Categoria: Incesto - Votos: 6
11793 - DOCE NANDA - Parte sete - Categoria: Incesto - Votos: 8
11877 - CORPOS ARDENTES - parte um - Categoria: Incesto - Votos: 7
11950 - DOCE NANDA -Parte oito - Categoria: Incesto - Votos: 7
12019 - CORPOS ARDENTES - parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12102 - CORPOS ARDENTES - parte três - Categoria: Incesto - Votos: 4
12209 - DOCE NANDA - Parte Nove - Categoria: Incesto - Votos: 7
12225 - DOCE NANDA - Parte dez - Categoria: Incesto - Votos: 6
12334 - Corpos ardentes - parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 3
12345 - Corpos Ardentes - Parte 5 - Categoria: Incesto - Votos: 4
12415 - DOCE NANDA - Parte onze - Categoria: Incesto - Votos: 7
12428 - DOCE NANDA - Parte 12 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12439 - Sedutoras e Marrentas - Um - Categoria: Incesto - Votos: 6
12440 - Sedutoras e Marrentas - Dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12441 - Sedutoras e Marrentas - Três - Categoria: Incesto - Votos: 6
12449 - Sedutoras e Marrentas - 4 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12475 - Sedutoras e Marrentas - Cinco - Categoria: Incesto - Votos: 5
12521 - Sedutoras e Marrentas - 5 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12533 - Sedutoras e Marrentas- 6 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12535 - Sedutoras e Marrentas -7 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12691 - Sedutoras e Marrentas 8 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12703 - Sedutoras e Marrentas - 9 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12712 - Sedutoras e Marrentas - 10 - Categoria: Incesto - Votos: 8
12772 - Sedutoras e Marrentas 12 - Categoria: Incesto - Votos: 5
12820 - Resumo de contos escritos por Tom Jones - Categoria: Incesto - Votos: 1
12991 - A Excursão - 1 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13136 - A Excursão 2 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13188 - A Excursão 3 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13197 - A Excursão 4 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13216 - A Excursão 5 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13263 - A Excursão 6 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13291 - A Excursão 7 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13298 - A Excursão 8 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13324 - A Excursão 8.1 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13334 - A Excursão - oito - Categoria: Incesto - Votos: 4
13360 - A Excursão oito-2 - Categoria: Incesto - Votos: 1
13374 - A Excursão 9 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13392 - A Excursão10 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13429 - A Excursão 11 - Categoria: Incesto - Votos: 3
13478 - A Excursão 12 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13509 - A Excursão 13 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13520 - A Excursão 14 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13543 - A Excursão 15 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13573 - A Excursão 16 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13676 - Próximo conto de Tom Jones - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
13787 - A ninfeta e o bad boy -1 - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico tom jones

Nome do conto:
Sedutoras e Marrentas - Parte Final

Codigo do conto:
12909

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
29/06/2011

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


rasgaram meu cu no escuro nao vi se e meu marido ou naoporno esposas quadrinhos de vestidos rabaoConto papai tirava minha boneca e me comiaultimos contos sadoContos minha mae me pegou chupando a minha filiha e pediu p ela chupar tambemcom o dedo no meu cu contoContos encarei os pedreirosincesto contos cunhadaxoxota melada vizinha contoscontos eroticos picantes de mulher se exibindoContos eroticos de patroas lesbicas scatwww.xvideo incesto afilhado fode madrinha de grelo enorme.comgozando no cu do enteado gay novinho contos.eróticosconto erotico gay fardado casadoContos erótico , meu namorado meteu rola no priquito da minha amigacontos eroticos com fotos e novinhascontos eróticos tia inrustidaconto erotico c/ fotosfilha apixonada p/ paicontoeroticoobrasnamorada tio contono cuzinho nao papai famíliaengravidando puta de corno contosogra corda do cuzao chuca casete do genrro porno sexocorno e esposacurra esposa sogra conto eroticoContos mulheres fode com mendingos roludosna minha cama conto eroticofantasiacontoeroticocontos com fotos cfm casadasXVídeos gay boa f*** mototáxi comendo um gaypornocontos heroticos cinco contra umminha contos pornos esposa supe gostosa e meu primo 2contos eróticos era menina mas aguenteiconto ai tio quero geme fode meu cu mete gostoso no rabo de sua sobrinha ai arromaba o cu de sua putravesti ui como ardeconto erótico minhas filhinhascontos eroticos eu e meu amigo trocamos de esposa por uma semanacontos eroticos sexo com minha mae de bikinimeninAcrenteputazoofiliacantoporno mae blog de imagensconto de incesto fodi a mulher crente.macrinhaconto gay "nao vadia"insesto verdadexxvideopraia de nudismo 25cm de pau grande grosso mae chora aiiii meu cu virgemConto erotico foda com empregadaincesto contos sobrinho cacetudosexo:vadias nociocontomarido da boa noite cinderela pra filha e abusa dela contos eroticostitio safado caralhudo noiva putinha noivo corninho safado contos com fotoshistoria em quadrinhos com sexo gaygay yaoi xxx tumblr humplexcontos eroticos metendo na inquilina casadacomtos da dielyconto erotico eu e minha mulher com uma gordinhaPorno contos eróticos doce infanciaconto erotico marido dormiuksado abccontoeroticodouglas contos eróticos de patricinhas trasando com os paiscontoseroticos ilustrados de gravidasarrombando a enteada contoscontos eroticos em quadrinhos noite de nupciascontos eroticos de papai chupando filha depois veio a do avôgostosa exibicionista em publicoconto erotico siririca com pepinocontos de putaria sou safada meu cunhado e seu amigo me fuderaopadrinhos magicos hentaicantos com eroticas tio pirocudo com sobrinhas virgemconto traiçao da esposa intima no presidioPaqui renda com bucenta cavalguei gostosoconto erotico estrupada pelo vocontos o encanador pica ggContos eroticos minha avo da pra todo mundoconto erotico cmendo a enpregada rabuda no treemComi minha mae que tava dormindo contocontos eroticos gay em salào cabeleireiro.