A Excursão 6


Click to Download this video!


Gisele olhou a expressão incrédula do irmão e desata a rir.
- kkkkk... não fique assim... eu estou brincando....kkkk... bobinho...
Ele sorri, sem graça.
- vc pensou mesmo que...? Ah, Beto... desculpe a brincadeira.... rsrsr - completa a moça.
- tudo bem...
Gisele olha pela janela.
- veja, mano... acho que o tempo está melhorando... que bom...

No sitio, Selma vê Guilherme sozinho e se aproxima.
- aposto que está pensando na miss...
- acertou... – diz Guilherme. – penso no meu amigo Beto, também...
- o teu amigo Beto... eu gosto dele, mas ele é meio juvenil... rsrsrs
- ele é louco por vc...
- quer saber? Gosto de homem ... experientes...
Guilherme olha para ela. Selma tinha apenas 19 anos, mas era um mulherão. Provocante e gostosona.
- o que vc ta olhando? – pergunta Selma.
- vc... vc transou com o Beto?
- curioso... não, não transei... apesar de sentir vontade... ele é bem... bem, ele é meio anormal, mas adoro ele.. rsrsrsrs...
- vc é danada mesmo, heim? Gosta de caras “anormais”?
- vamosmudar de assunto, vamos?
- to indignado com o que vc faz com o Beto.. só isso...
- escuta... gosto do seu jeito... caladão, apesar de comer merda pela miss...
- e daí?
- gosto de caras experientes... – e ela sai andando, olhando para ele, como que o convidando para segui-la. Guilherme observa ela se afastar, e parar na porta de um dos cômodos daquela casa enorme. Ela vira-se para ele. É um convite, sim.
- o Beto que me desculpe.. – diz ele, e vai em direção a garota. Ela desaparece no quarto. Guilherme a alcança em um canto escuro, e a abraça por trás.
- vc me quer, não? – sussurra ela. – sei que me quer...
Guilherme não diz nada. Suas mãos a exploram pela frente, abrindo zíper, e abaixando a calça jeans da moça em movimentos bruscos.
- diz o que quer... diz... – suplica ela.
- vc vai ver... e sentir... – diz ele. Ela empina a bunda, e ele abaixa da calcinha, revelando aquela maravilha de carne farta. As mãos exploram pela frente, separando pêlos, tocando em cheio aquela gruta já totalmente ensopada.. Selma transpirava a sexo. Guilherme saca seu membro, duríssimo. O tempo é curto e alguém pode aparecer. Ele se move por trás.
- hmmm... quer me ... comer... quer? - pergunta ela.
- quero... vou meter nesse teu rabo tesudo... – diz ele, secamente.
Ela geme ao ouvir isso.
- sou mais gostosa que a Gisele, sou?
- não... nunca... ela é muito mais tesuda que vc... mas vou te comer gostoso, assim mesmo..
- oooh, Gui... ooh.. – Ela geme ao sentir as pinceladas no vão das suas nádegas.
Ela solta um gritinho quando Guilherme, num movimento brusco, a penetra fundo.
- uuui.... entrou... ooh, entrou tudo... oh, me fode...me fode gostoso...

Gisele olhou o sol da varanda.Logo eles estariam de volta, pensou. Calculou que dali a umas 3 horas. Sorriu ao pensar em Beto, que estava dentro do quarto.
- ele ficou todo sem graça...rsrrrss...
Mas Gisele notara uma certa desolação na expressão do irmão quando ela lhe disse que o strip era brincadeira.
-mas... afinal.. não teria nada demais...sou irmã dele... e seria para ajudar esse bobo...
Ela pensa um pouco, e entra no quarto.
Beto sorri ao vê-la. Gisele deita-se na cama, rola nela, e então olha para o irmão, estudando bem as suas reações.
- mano.. acho que vou fazer aquilo pra vc...
- aquilo o que?
- o strip... quer?
- vc não ta brinc...
- não... não to de brincadeira...rsrs.. é sério... acho que vai te ajudar pra caramba para lidar com a Selma... e ai?
- tudo bem...- Beto parece que se animou. E Gisele percebeu.
- bem. – diz a belíssima moça. – a partir de agora, volto a ser a ‘Selma”...arghh...rsrsrs
Os olhos de Beto se avivaram. ‘Selma” se aproximou onde ele estava sentado.
-oi,amor...tudo bem?
- tudo..
- ainda com raiva de mim... tava louca pra te ver...ficar com vc... – ela senta-se ao seu lado.
- já esqueci...
- sabe o que tava imaginando? Fazer aquilo que vc adora...rsrsrsrs..
- o que...
- sei que vc gosta demais... de ver eu tirando a roupa pra vc me olhar... me olhar todinha...
- vc vai...
- sim.. a tua Selminha vai ... tirar toda a roupinha pra vc... fica ai, sentadinho..
Beto não pode deixar de achar aquilo meio surreal. Gisele era meio maluca e ele não sabia disso. Mas, apesar dela ser sua irmã, ela era linda demais... pensou nos muitos caras que dariam a vida para estar no lugar dele... e havia algo: ele reconhecia que Gisele era um mulherão, mesmo sem nunca antes ter pensado nela com malicia. Mas ela queria apenas ajuda-lo, e se aquela era a forma, ele estava apreciando, e como.
Gisele/Selma sentou-se na beira da cama em frente a ele, e olhou para ele provocante.
-oh, que duvida... não sei se tiro a blusa... ou a calça primeiro...rsrsr
Ela faz menção em tirar a blusa... mas depois abre o zíper da calça, bem devagar, olhando bem fixo para ele...
Por fim, ela resolve tirar a calça. E o faz de forma lenta, as vezes desajeitada.. sorri quando quase cai... mas volta a abaixar a peça, revelando uma calcinha vermelha. Gisele percebe o olhar admirado do irmão, fixo nas suas alvas e grossas coxas...
- uuii... esta calcinha..é meio transparente...rsrsrsr – brinca ela.
- não tanto... –diz Beto.
- hmmm.. não, é? Esperto...rsrsr
Ela retira de vez a calça. Volta a sentar-se na cama.
- Agora a blusinha... – ela levanta a blusa, tentando retirá-la pela cabeça. Com isso, ela libera os seios – dois mamões, viçosos... que enchem o olhar de Beto. Este engole em seco.
- oh,esqueci que to sem soutien...rsrsr...quer vergonha!!! – diz ela.
Ela termina de retirar a blusa, e a coloca sobre a cama. Olha para Beto.
Sente no olhar do irmão uma louca expectativa pelo próximo passo daquele “show”.
Beto, mas uma vez, engole em seco. Aquilo seria um sonho? Um sonho deliciosamente louco?
Gisele/Selma olha para ele, sempre com aquele sorriso matador nos lábios.
- tiro.. ou não tiro? Rsrsrs- sussurra ela, olhando para ele, talvez esperando uma resposta negativa... ou um incentivo.
Beto não consegue falar. A atmosfera naquele quarto é totalmente estranho. Existe algo no ar... como se um aroma delicioso passeasse por suas narinas.
Ela começa então a descer a calcinha, bem devagar, ante o olhar incrédulo de Beto. Este vê o tufo de pêlos, que parecem muito sedosos e fartos, aparecer... ela meio que encobre aquela parte intima, não se revelando totalmente... mantém as coxas cerradas, que mesmo assim, oferece a ele um espetáculo único, inusitado, surreal... a pecinha desce sensualmente pelas pernas grossas daquela belíssima fêmea... até os pés..
- tudo bem com vc? –pergunta ela, vendo a cara de quase espanto do rapaz.
Ela então ergue-se, ficando de costas, e agachando-se em direção, de costas para ele, deixa a calcinha no centro da cama, em movimentos lentos, oferecendo uma visão fantástica daquelas nádegas de sonhos. Ela demora-se naquela posição, procurando olhar para ele. Vê Beto com os olhos vidrados na sua bunda. Ela sorri, parecendo se divertir com aquilo. ‘Que danadinho... como ele olha!! Rsrsrsr...” Ela então se empertiga, e vai ficando de frente para ele, lentamente. Beto sente o coração acelerar nos batimentos. Aquele aroma delicioso no ar se intensifica de forma quase insuportável.

Foto 1 do Conto erotico: A Excursão 6

Foto 2 do Conto erotico: A Excursão 6

Foto 3 do Conto erotico: A Excursão 6

Foto 4 do Conto erotico: A Excursão 6

Foto 5 do Conto erotico: A Excursão 6


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


11551 - DOCE NANDA - Parte um - Categoria: Incesto - Votos: 9
11554 - DOCE NANDA - Parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 6
11560 - DOCE NANDA - Parte três - Categoria: Incesto - Votos: 7
11579 - DOCE NANDA - Parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 9
11684 - DOCE NANDA - Parte cinco - Categoria: Incesto - Votos: 8
11703 - DOCE NANDA - Parte seis - Categoria: Incesto - Votos: 6
11793 - DOCE NANDA - Parte sete - Categoria: Incesto - Votos: 8
11877 - CORPOS ARDENTES - parte um - Categoria: Incesto - Votos: 7
11950 - DOCE NANDA -Parte oito - Categoria: Incesto - Votos: 7
12019 - CORPOS ARDENTES - parte dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12102 - CORPOS ARDENTES - parte três - Categoria: Incesto - Votos: 4
12209 - DOCE NANDA - Parte Nove - Categoria: Incesto - Votos: 7
12225 - DOCE NANDA - Parte dez - Categoria: Incesto - Votos: 6
12334 - Corpos ardentes - parte quatro - Categoria: Incesto - Votos: 3
12345 - Corpos Ardentes - Parte 5 - Categoria: Incesto - Votos: 4
12415 - DOCE NANDA - Parte onze - Categoria: Incesto - Votos: 7
12428 - DOCE NANDA - Parte 12 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12439 - Sedutoras e Marrentas - Um - Categoria: Incesto - Votos: 6
12440 - Sedutoras e Marrentas - Dois - Categoria: Incesto - Votos: 5
12441 - Sedutoras e Marrentas - Três - Categoria: Incesto - Votos: 6
12449 - Sedutoras e Marrentas - 4 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12475 - Sedutoras e Marrentas - Cinco - Categoria: Incesto - Votos: 5
12521 - Sedutoras e Marrentas - 5 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12533 - Sedutoras e Marrentas- 6 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12535 - Sedutoras e Marrentas -7 - Categoria: Incesto - Votos: 6
12691 - Sedutoras e Marrentas 8 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12703 - Sedutoras e Marrentas - 9 - Categoria: Incesto - Votos: 7
12712 - Sedutoras e Marrentas - 10 - Categoria: Incesto - Votos: 8
12772 - Sedutoras e Marrentas 12 - Categoria: Incesto - Votos: 5
12820 - Resumo de contos escritos por Tom Jones - Categoria: Incesto - Votos: 1
12909 - Sedutoras e Marrentas - Parte Final - Categoria: Incesto - Votos: 5
12991 - A Excursão - 1 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13136 - A Excursão 2 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13188 - A Excursão 3 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13197 - A Excursão 4 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13216 - A Excursão 5 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13291 - A Excursão 7 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13298 - A Excursão 8 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13324 - A Excursão 8.1 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13334 - A Excursão - oito - Categoria: Incesto - Votos: 4
13360 - A Excursão oito-2 - Categoria: Incesto - Votos: 1
13374 - A Excursão 9 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13392 - A Excursão10 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13429 - A Excursão 11 - Categoria: Incesto - Votos: 3
13478 - A Excursão 12 - Categoria: Incesto - Votos: 6
13509 - A Excursão 13 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13520 - A Excursão 14 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13543 - A Excursão 15 - Categoria: Incesto - Votos: 4
13573 - A Excursão 16 - Categoria: Incesto - Votos: 5
13676 - Próximo conto de Tom Jones - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
13787 - A ninfeta e o bad boy -1 - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico tom jones

Nome do conto:
A Excursão 6

Codigo do conto:
13263

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
29/07/2011

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


conto erotico em quadrinhõo padrasto de allie esta nervorso por ela esta sainso pornocosei na mamadeira conto eroticosContos estrupada pelo soblinho na cadeiameu genro folgado contos eroticoscontos eroticos de eu e minha esposa assistindo um filme pornoconto erotico gay espiando banheiroPorno contos de 1 vez dando o cuzinho inocente gamulatinha noiva ninfeta precisando de dinheiro para casamento me ofereceu o cuzinho porque a bucetinha e do noivo contoscuzinho fechadoamigo negro do meu filhocontos eroticos putinha mae puta q chypa filho e filha psquenafotos de pauzudas com rolas de 30cmcontos erotico meu filho arrombo meu cuconto erotico dando e chupando bucetinha lisinha incestosexo história minha filha deu pro meu maridoporno zoo Tio sobrinha e cachoro em contos eroticos conto erotico esposa pelada na frente da galeracontosexoeroticoconto minha prima ficou cu arebentadocontos eróticos de negras gordas peitudascontos eroticos de vovô faz netinho de femêa para fuder gaysemcostamento no onibusver fotos de desenhos em quadrinhos eroticos gay.mindingo fudendo o amigocontos erotico sou sua putinha gordaSo de babbydol deixando amigo com tesaeduk eroticocontos eróticos gay no dia que comi o cara cheio de marracontos porno incesto acidentado cuidandoConto erotico - Estuprei a mina no baile funkContos gays de fio dental para os pedreiros negrosvideos de cornos que chuupamconto erotico empregada ritinhabucetas do brasilbunda branca contoultimos contos sadovejo porno e transando dentro do banheirowww.mulherescasadascontoseroticos.comcontos eroticos tomando gala com biscoito gayconto erotico siririca com pepinocontos com fotoscfm casadasfiquei sozinha na casa do titio e provoquei ele sem calcinha pornocontos eroticos as inquilinas parte 3contos eroticos tio com sobrinha virgemmenina é estrupada enconto estava bebada pelo irmão pisudocontos de sexo com casada e pirralhosConto erotico primaconto esposa pensa sacanagemcontosquadrinhopornocomi minha enteada contoninfetinha conto eroticomeu pai derramando o seu leitinho na minha bucetaconto erotico fodi a vendedora de frutana farra com a esposa na pescaria contohistorias em quadrinhos porno gay black wade 3Minhas filnhas com minha pica conto pornoContos erótico enteada desmaiorquadrinhos sexo Amanda, brincando com vovocontos meu primo tiro minha virgindadeay papy haitai nrgoestribal fode esposa cornoconto erotico chupando o garotinhocontoerotico so.no.bumbum tiaEngravidando do negao quadrinhos eroticosContos eróticos carnaval com marido dei muitovirei femeafamilia sacana seu dedinho e grosso papaiacordando a entiada pra fudelavídeo pornô meu marido não me satisfaz teste de fidelidadeQuero ler contos corno tem medo negão arrumba suas filhas tambemvelha di90 ta anos pau enome xvideiflagrei papai fodendo a empregada casada