A ROLA GRANDE E GROSSA DE MEU PRIMO!


Click to Download this video!


Chamo-me Juliana, sou casada, 27 anos, branca, 1,75 de altura, pernas grossas, bunda arrebitada, olhos claros e cabelos lisos pretos. Moro em Brasília e tenho alguns parentes no Nordeste. Meu pai veio embora muito cedo, a fim de trabalhar por aqui.

Pois bem! Meu relato começa com uma viagem feita ao Piauí, quando eu estava em férias, neste janeiro que passou.

Tarde de sábado, após chegarmos (eu e minha família), fui à casa dos tios, no litoral piauiense. Logo eu fui recebida pelo primo Renato: 1,65, branco,29 anos, franzino e sempre discreto, sem falar em sua educação, coisa que sempre me chamou atenção. Não era bonito, mas simpático.

Conversa vai, conversa vem, meus tios logo quiseram ir ao encontro dos meus pais. Meu primo, porém, estava terminando um trabalho acadêmico, e não poderia ir. Acabei ficando, fazendo-lhe companhia.

Eu usava um short muito apertado, fazendo muito volume na frente. Comecei a notar que meu primo, Renato, estava desconfortável, porque, volta e meia, olhava pra minha buceta, fechava as pernas, colocando sempre a camisa por cima de seu short. Ao longo da conversa, pedi-lhe uma cajuína. Ele, um pouco apreçado, teve que se levantar, indo em direção a geladeira. Nossa! Eu nunca havia atentado para o meu primo: seu short estava esticado para o lado direito de sua perna. Quando veio em minha direção, não me contive e fixei o olhar guloso naquele rolão, a ponto dele perceber, chamando minha atenção: - Juliana... Juliana... Tudo bem? Tome a cajuína, prima...

Fiquei com vergonha. Contudo, comecei a imaginar como seria aquela rola dura perto de mim, seu cheiro, tamanho e espessura. Minha buceta latejava e eu me contorcia suavemente...

Logo, ele me disse que tinha de sair, iria tomar um banho. Falei-lhe que não havia problema. Não me contive: fui em direção ao banheiro dentro do quarto e fiquei lhe espiando, mesmo sem condições de vê-lo por inteiro, porque o boxe atrapalhava da cintura para baixo. Ao sair do banho, tive uma surpresa deliciosa: uma rola grande e grossa, no meio das pernas brancas dele. Meu Deus, aquilo era demais pra mim. Ele, acanhado, tentou cobrir aquela jeba com a toalha, mas eu supliquei: nossa, primo... que é isso...deixa...solta ela...porra de rola mais gostosa...deixa eu pegar nesse picão...

Avancei, peguei na base da rola grande e quente. Comecei a punhetar aquela rolona; um delicioso cheiro de pica espalhava-se pelo banheiro, e meu primo soltou um “Uh” que me deu tanto tesão, passando a punhetar a picona com mais velocidade. Minha mão não fechava direito, tão grossa que era a rola. Esfolava aquela rola como jamais fizera antes.

Minha boca salivava como cadela faminta, rebolando o traseiro. Minha língua saía da boca involuntariamente, querendo lamber aquele pintão cheio de veias, de cabeçorra vermelha, uns 20 cm e muito, muito grosso.

Meu primo estava trêmulo, boquiaberto, até dizer-me: - lambe...lambe minha rolona, minha putona de Brasília...me mostra como chupa um cacete grosso...safada tesuda...

Minha língua parecia haver aumentado; passei a lamber da cabeça ao saco, que também era grande. Abri bem a boca e consegui apenas abocanhar a cabeçorra da rola, não dava mais para ir além da cabeça, de grossa que era. Assim mesmo chupava com força, esfolando, punhetando o cacetão de Renato, que pulsava e aumentava dentro de minha boca. Não agüentando mais, fiquei de quatro na cama, ao lado da porta da suíte, tirando o short, convidando meu primo piauiense para a foda: - ui... vem seu puto gostoso...vem atolar essa rola grossa na minha bucetinha, vem...atola essa picona, ui...

Pegando-me com força, Renato começo a colocar a cabeçorra na xota molhada. Senti uma pressão grande, quando começou o vai-e-vem. Puxando meus cabelos,Renato socava aquele cacetão em mim, dando-me palmadas no meu bundão branco, que rebolava, rebolava com uma tora grossa enfiada. Minha buceta parecia estar cheia de pica, nossa! Estava, na verdade, cheia de pica, uma rola muito grossa socava forte minha buça; os lábios iam e vinham (dava pra sentir isso), de forma que eu me sentia alargada, uma cavala sendo fodida por um jumento do picão grosso: - uuiiiii...fode
jumentão...fode essa cavala de elite, fode... Renato suava tanto, que eu sentia os pingos em minhas costas. Pediu ele, depois, pra que eu o cavalgasse... Vir-me-ei rápido, observando aquela rola que me fodia tão gostosamente, coisa que meu marido não poderia fazer, pois adoro um pintão que saiba foder gostoso, como o de Renato.

Ao sentar naquele mastro grosso, senti-me arrepiada. Foi aí que eu pude verificar a grossura da rola de Renato, porque eu levantava e descia, sentindo-me cheia, uma coisa descomunal para mim, até então. Cavalgava gostoso, enquanto Renato mamava meus peitos, revirando os olhos. Comecei a gozar, gozava tanto que parecia não terminar. Ele começou a respirar forte, rapidamente, ainda revirava os olhos verdes, quando liberou um “Uhhhh”, dizendo: - pega leite de pica, pega...toma meu leite, safada...Consegui sair de cima e, punhetando a rolona, senti no rosto uma jorrada forte de gala quente, outra na boca, e outra nos seios, ficando um pouco ainda na mão que lhe punhetava.

Nossa! Porra de rola gostosa a dele. Dei-lhe um beijo gostoso, avisando-lhe que iria voltar em breve. Dois dias após, lá estava eu com ele. Quando retornei à Brasília, senti saudades, conseguindo minimizar com umas fotos que eu pedi a ele(da rola grande, é claro!). Nunca esquecerei desta foda.

Foto 1 do Conto erotico: A ROLA GRANDE E GROSSA DE MEU PRIMO!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


530 - O Auxiliar do Borracheiro! - Categoria: Heterosexual - Votos: 81
531 - O Marido de Minha Melhor Amiga - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 116
532 - A Vez de Carla Sentir a Rola G. G. de Meu Primo! - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 124

Ficha do conto

Foto Perfil julianadebsb
julianadebsb

Nome do conto:
A ROLA GRANDE E GROSSA DE MEU PRIMO!

Codigo do conto:
529

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
14/12/2009

Quant.de Votos:
204

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


contos gays com negao militar de 25 cmconto meu sogro passando bronzeador em mimcontos eroticos bebada estuprada dopadaConto erotico tres senhoras dona de casa juntasbucetuda e e pirocudo contosIncesto com a filha no onibus sarrando nela quadrinhosmeu pai me fez de putinha gayConto erótico gay - Aconteceu Amor Cap. 32Comtos recem casada fodemdo com o irmaoconto erotico gay baixinhocontos de incestos no escuroA menininha da rua contos eroticosconto ele com um pau enorme,doendo mais foi gostoso desconhecidofoda no taxi-contos eróticosEu raspo minha buceta pro meu marido fuder minha buceta e meu cu conto eroticoptrao negro roludo fudeu sua domestica gostosa contocontos eroticos comi minha prima bricando de esconde esconde so de calca de lycrawww.comto erotico minha tia me pegou fodendo a eguawww.garota cota comu pedeu u cabasu du cuconto erótico esposa engrávida depois de um estupropornô quadrinhos gay negaoconto erotico coroa do interiorcontos garganta gulosa meninamalacocamaradacontos com fotoscfm casadascontos eu e meu sogro estupramo minha mulher gravidaconto erótico grelo enorme briga de grelowww conto erotico gay de irmao com irmao com brConto de sexo explicito com peãocontos gay dando o cu para o cunhadoentiadacontoerotico2 cacetes para minha filha contos eróticosputaria moz desenhoscontos eróticos de gay fui dormir na casa do meu amigo de colégioconto erotico novo 2017corno e fotoconto erótico marstubei minha filhacontos eroticos eu e uns amigos levamos uma colega pro mato e comemos a buceta e o cuzinhocontos comi o cuzinho da minha irmãzinhaLesbian Sobrinha Sexvideos irma grita estrupada pelo irmao que goza dentrowww.contos de lactofilia com caes.netcontactpromo.ru contoscontos erotico minha primeira doenteconto erotico gay o travesti favelado rasgou meu cu de madrugadadp escondido contos pornofodarabo grade negro moleporno detraveste bgfrelatos eroticos dona de casa com entregadorcom fotoscontos eróticos de zoofiliacontos cdzinha encanadordei minha filha p meu amante pauzudo desvirginar contosConto erotico quando eu era pequena mamae fazia eu pega no pinto do meu paisogro fode nora a força na porta da igreja pornoContos eroticos de filhas.assediando papai.quando esta sozinhamerens chupando e tranzando calcinha molhadacontos uma delicia de vizinha 8aninhosContos dupla vaginal pirocudoscontos eroticos incesto comeu a irma dormindo e gozoufilhaputacontofilha da a buceta pro pai conto eroticocontos com fotoscfm casadasconto meu cunhado casetudo mim arrobou e tirou o cabaco do meu cuconto erotico viado foi no pagode na favela e deu o cu pro travesticonto erotico comendo a bucetinha da doidinhaconto erótico sequestros recentesnovinhas e seus contosconto erotico com vovôeduk eroticocontos de incesto 2018minha cunhadinha quadrinho pornoquadrinhospornozoofiliaContos eroticos casais no mato vendo roludoconto erotico sogro pausudo de cueca transparenteprincesa de conto de farda pornocontos.eróticosreais de dazendeiroscontos podolatria tapou minha boca kaçador35contos eroticos comir uma dengozinhafui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticos