Fui encoxado no trem parte 2 (Sabado de sol)


Click to Download this video!


Naquele Sábado de Sol eu e minha esposa acordamos entorno das10, fui na venda próxima de casa comprar pão, tomamos café e ela saiu para trabalhar (aos sábados ela trabalha das 13:00 as 21:00). Levei minha cachorra para passear na praça em frente de casa, voltei, e fui ver as mensagens do celular. Moises tinha enviado uma mensagem confirmando e me lembrando do combinado, respondi dizendo que estava ansioso, e ele disse que também estava. Combinamos de nos encontrar as 17:00 na estação de Itaquera, me arrumei, coloquei uma polo branca, um bermuda em sarja e um mocassim. Quando cheguei em Itaquera ele já estava na catraca me esperando, tinha feito a barba, até parecia mais jovem, estava com um boné, camisa polo listrada, bermuda jeans e um sapatenis, nos comprimentamos como velhos amigos, apertei sua mão e fiz uma piadinha para quebrar o gelo:
- Olha, fez a barba. Está parecendo mais novo que eu..rrs.
Ele abriu um sorriso, ficou vermelho e respondeu:
- Você está me chamando de velho na cara de pau? Kkkk.
Saímos. Tínhamos combinado de beber em um bar que ele sugeriu, mas, ele mudou de ideia e decidiu beber no shopping de Itaquera mesmo. No começo, não gostei da ideia, o shopping é um lugar que já estou acostumado a ir, já faz parte da minha rotina ir ao shopping com minha esposa, estava esperando um ambiente mais masculino, nem que fosse um boteco, ele percebeu que não gostei muito, perguntei se não tinha um outro lugar que poderíamos ir, ele falou que naquele horario era difícil encontrar um lugar bacana, sugeri ir para um bar que tinha ali perto da estação patriarca. Fomos. Eram 17:40 e o bar ainda estava fechando, então ele sugeriu comprar uns engradado de cervejas lata mais e alguns petiscos e irmos para casa dele, achei a ideia melhor que o shopping, mas só que eu tinha receio de ir para casa de um estranho, em lugar estranho, porém conforme fomos conversando tudo foi se encaixando. Sua esposa e as crianças foram para a casa de sua mãe que ficava no Itaim pta. Ele me disse que tinha 41 anos, era casado a 17 anos, tinha 2 filhos, uma menina de 14 e um menino de 8 e que sua família era tudo para ele, falou que morava nesse local a um pouco mais de 1 mês, então não falava com quase ninguém ainda mais por se tratar de apartamento. Também falei da minha vida, contei que tinha 22 anos, que sou casado a 3 anos, que não tinha filhos, mas estávamos pretendendo fazer o primeiro, ele ficou surpreso por saber que eu era tão novo. Durante a conversa ele me falou que nunca tinha feito nada com outro homem, me falou que costuma ir a puteiros com os amigos e que o máximo que já fez foi comer um travesti, dei risada, descemos na estação Dom Bosco, pegamos a lotação, descemos próximo a um mercado Extra, compramos as coisas e fomos caminhando até seu AP. A rua era parada, acho que ninguém nos viu entrando no prédio, ele morava no último andar (5° andar) e não tinha elevador, subimos de escada. Entramos no ap, era pequeno mais bem arrumado tinha a sala com sofá e rack, a cozinha, 2 quartos, banheiro e lavanderia, a casa era bem familia, tinha quadros com as crianças, tinha lapis de cor encima do rack, um ambiente bacana. Colocamos as coisas na geladeira, ele me ofereceu refrigerante, sentamos no sofá, ele ligou a TV e colocou no SporTV, foi bem coisa de amigos. Conversamos sobre futebol, trabalho, mulheres, e as latinhas foram acumulando, quando começamos a falar sobre o dia da Encoxada No Trem as coisas foram esquentando, comecei a ficar exitado e ele também, fiquei bem de olho no volume que se formou em sua bermuda, ele perguntou se eu não me incomodava de ele tirar a camisa, falei que não, então ele tirou a camisa e pediu para que eu tirasse também, devido eu estar um pouquinho sobre peso, fiquei tímido e achei melhor não, aquele peito cabeludo me exitou ainda mais, ele foi até o seu quarto, trocou de bermuda, colocou uma mais leve estilo de futebol e sem cueca, aí ficou nítido a sua ereçao, para não perder mais tempo desabotoei minha bermuda e eu perguntei se eu poderia ficar um pouco mais a vontade, lógico que ele disse sim, tirei a camisa e o a berma, fiquei só de cueca, ele sentou ao meu lado apertando e massageando seu pau, abaixou short disse:
- Toma, pega, não seja tímido, eu sei que você quer.
Não pensei duas vezes, deslizei minha mão por todo seu corpo que nu, fui cheirando seu peito, descendo para barriga, dando leves chupadas e lambidas, ele sentou e eu me ajuelhei em sua frente, ele abriu as pernas e eu comecei a me deliciar com aquela rola gostosa, não era tão grande, mais era o suficiente para encher minha boca e quase me engasgar, a cabeça da pica lisa en brilhosa, era um pouco grosso, tinha uns 16cm e ereto ficava reto apontando para frente, era peludo, ele me disse que aparava de vez em quando, mas sempre deixa grande, pois as mulheres com quem sai gosta de macho peludo inclusive sua esposa, sua bunda era grande e também era peluda, ele era um típico homem machista que não ligar muito para vaidade e isso foi o que eu mais gostei, um homem macho que quebrou as regras. Continuei mamando de ttodas as formas possível, ele em pé, sentado, deitado, eu até deitei no sofá de barriga para cima com a cabeça pendurada no braço do sofá enquanto ele fazia movimentos como se tivesse metendo em uma buceta, derrepente ele pediu:
- tire sua cueca, deixa eu ver o que você trás aí.
Tirei a cueca e ele:
- Que pauzao em? As menininhas devem sofrer na sua mão. Posso? - ele falou apontando para meu pau.
- Você pode o que você quiser.
Então ele começou a me punhetar, a massagear minha bolas, curvou o corpo e engoliu meu catete sem falar nada, meu coração foi a mil, sem questionar, deixei ele fazer o que queria, ele chupava sem muita técnica, começou a lamber minhas bolas, levantou foi na cozinha pegou mais uma cerveja e falou:
- Iai, como eu fui?
- Nada mau
- Essa foi a primeira vez que fiz isso. Vira aí, deixa eu ver essa bundinha.
Me virei, ele chegou perto, deu um tapinha e falou rindo:
- já que experimentei algo novo, acho que você também pode experimentar né?
Fiquei sem graça.
- pode ficar despreocupado, vou com carinho, já rompi alguns cabaços
- nossa como vc eh ligeiro, kkkkkk, fez de propósito né!
- tive vontade de experimentar, vem me dizer que você não tem vontade de sentar numa pica, pular que nem uma puta? Vamos não tenha medo, vamos ao menos tentar.
- tá, mais se eu não conseguir vamos parar ok?
- blz.
Ele pegou uma camisinha, me posicionei de 4 no braço do sofá, ele passou cuspe no me cu e encostou:
- olha, sem medo, só a cabecinha, se doer fala
- aí aí-gemi baixinho- devagar
- desculpa.
Ele tentou de todas formas possíveis mas não aguentei, pedi para parar e tentarmos depois. Ele ficou decepcionado, mas entendeu, continuamos naquele chupa chupa e pelo jeito ele gostou, ja parecia uma puta profissional. Gozamos. Ele me chamou para irmos ao banheiro tomar um banho, fomos. Durante o banho ele me pediu para lamber seu cu, ele apoio às mãos na parede, ficou de 4 e arreganhou as pernas, meti minha língua em se cuzinho e ele foi ao delírio total, até rebolava e gemia:
- isso, isso, mete a língua no me cu, lambe o cu do seu macho.
Enquanto eu lambia àquele cu peludo, ele se punhetava até que ele gozou novamente, encheu minha boca de porra quente. Saímos do banho. Fomos para sala nus, bebemos mais algumas latinhas, eu já estava ficando meio que bêbado e pelo jeito e ele já estava. Ele Pegou um baralho dentro do rack e fez uma aposta:
- posso te fazer uma aposta?
- fala aí
- como eu estou louco para comer esse seu cuzinho virgem, a aposta é o seguinte, eu coloco meu cu na aposta, se eu ganhar, vc vai ter que liberar a ruela sem frescura
- e se eu ganhar?
- se voce ganhar, eu libero meu cu para vvocê, que tal?
- pensando bem, eh uma aposta justa, 2 cu virgens em jogo, fechado então.
Eu percebi que estava na vantagem pois ele estava mais bêbado que eu. Começamos a jogar, o clima estava tenso, ele sempre soltando piadinhas:
- eu sou craque nesse jogo, não quero ver frescura heim, quero ver você rebolando com meu pau dentro de você, mesmo que você chore, você vai ter que aguentar, vou arrombar seu cu para você nunca mais precisar ficar com medinho. Aposta de macho eh aposta de macho.
Ele realmente conseguiu me intimidar, mas continuei firme e entrei no jogo dele:
- é, mais se eu ganhar, vai ser você que sentar na minha pica, se viu a grossura dela né, será que vai aguentar? Vai ser muito legal comer um cuzinho de macho, nunca comi antes, ainda mais um macho casado e mulherengo que nem você, quando você estiver comendo o cu de suas putas, sempre vai lembrar de mim.ssksks.
Ele ficou branco de medo.
- Bati - eu gritei eufórico- Bati, ganhei, ganhei.
Levantei e comemorei, ele arregalou os olhos e gelou:
- putz.- ele disse com as mãos na cabeça- como isso é possível?
Gargalhei, e brinquei:
- vvocê vai ser minha putinha Moises, chupa essa.
Demorou um pouco para cair a ficha para ele, Moises abriu um vinho que tinha na geladeira, virou no gargalo e quase secou o litro, voltou para a sala, me jogou uma camisinha e falou:
- vamos acabar com isso logo.
Começou a se punhetar, pediu que eu lambesse seu cu, nois dois já estávamos num tesão lascado.
- posso?-perguntei.
- com calma em garoto rs
Ele colocou a camisinha no meu pau, deu uma cuspida na mão e lambuzou meu cacete todo. Ele pediu para mim sentar no sofá, ele veio de costas para mim arreganhou a bunda com as mãos e sentou de vagar, forçou, mais não entrou nem a cabecinha, então ele ficou de 4 e pediu para eu colocar de vagar. Fui empurando, até que a cabecinha entrou:
- aí, aí, aí- ele gemeu- agora vai colocando de devagarinho, isso, isso, arromba o cuzinho do seu macho.
Forcei, e finalmente meu pau deslizou para dentro:
- filho da puta-ele xingou com tesão- você é um garoto do mau.
Ele começou a rebolar lentamente e pediu para que eu não tirasse de dentro
- isso, rebola no meu pau, mostra que você eh um macho de verdade, isso, gemi gostoso
Depois que ele já acostumou com pica dentro, pediu para meter:
- mete, vai, arromba o cuzinho do seu macho, eu perdi a aposta e mereço sofrer, mas mete com força, faça com que eu não queira passar por isso de novo.
Quando tirei tinha um pouco de sangue, nem mostrei para ele, peguei o papel que estava no chão e limpei, e ele com a bunda arrebitada clamando por pica, nem parecia o cara comedor de puta e pai de família que conheci. Ver ele ali de 4 me deu o maior tesão, me fez perceber que no fundo no fundo todo homem tem fetiche com outros homens, e para q isso se torne real basta surgir a oportunidade.
Continuei metendo o cacete em Moises, ele já tinha deixado a aposta de lado e passou a sentir tesão por aquilo, ele sentou no sofá, levantou as pernas e pediu para colocar:
- essa eh a posição que eu mais gosto de comer as putas, vem, coloca essa Rola dentro de mim deixe-me sentir o que elas sentem
Coloquei o pé dele no meu ombro, enfiei com vontade e ele fechou os olhos morrendo de prazer, só tinha visto aquela cena nas mulheres.
- nossa como seu pau eh gostoso, não para não, continua, nunca pensei que fosse tão bom assim.
E cada socada era um gemido. Me deitei e ele sentou de frente para mim:
- já que esta acontecendo vamos aproveitar o máximo, não haverá outra vez, nenhum macho encostará em mim, então aproveite e faça de mim sua putinha, o jogo virou, agora você eh meu macho dominador e eu sou sua putinha submissa.
Toda aquela situação me deixavam louco, aqueles gemidos com o rouco da voz de macho, aquela bunda pelada, seu saco balançando, o seu suor, seu cheiro, uma delícia. Depois de algum tempo, anunciei o gozo:
- vou gozar, vou gozar, vou gozar na sua bunda
- nao, eu quero que goze no meu peito, deixa eu ver essa porra saindo.
Tirei de dentro e gozei, o tesão era tão grande que mirei em seu peito e sem querer esportes seu rosto, Moises ficou todo lambuzado. Ele aproveitou socou uma punheta nervosa e gozou na minha boca, não deixei cair um gata, limpei a cabeça de seu pau com língua e suguei tudo, ficamos ali jogados no chão por alguns minutos. Depois que tesão baixou, abrimos mais algumas latinhas, conversamos, ele pediu para que eu não contasse o que aconteceu entre nois, pois ele tinha uma família linda e que amava sua mulher e não queria mágoa lá, acho que bateu arrependimento ou ele gostou e não queria ter gostado, ainda pediu para ficarmos sem nos falar por algum tempo. Eu fiquei chocado com aquela atitude, parecia que eu era um vilão aproveitador, mas quando na verdade a ideia de colocar o cu em jogo foi dele, mais fazer o que né? O importante eh que foi bom para ambos, nois dois sentimos o prazer ao extremo, gozamos como nunca e no final experimentamos coisas novas. Já ia beirando as 21:00 quando fui embora. Cheguei em casa, tomei outro banho e aproveitei para tocar uma punheta pensando em Moises, o homem macho que rebolou com minha picape dentro, o homem das apostas. Durante a semana não recebi nenhuma mensagem dele. 2 semanas se passaram e num domingo qualquer enquanto eu estava terminando de escrever esse conto recebi uma mensagem assim:
- bom dia Michel, td bem? Desculpe se naquele dia eu tenha sido muito injusto, falei aquilo porque na verdade eu gostei do que aconteceu, nunca tinha sentido algo tão intenso na hora do sexo, nenhuma puta conseguiu me proporcionar esse prazer, nem mesmo minha mulher, isso fez com que eu ficasse com medo, entende? Fiquei a semana toda pensando no que aconteceu, todo dia bato uma pra vc, teve até uma noite enquanto eu transava com minha mulher me deu uma vontade de sentir vc dentro de mim, em fim, quero te propor uma revanche.....Iai aceita a aposta?
Continua

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario badalhoco2

badalhoco2 Comentou em 12/02/2015

Belo relato.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


59468 - Fui encoxado no trem - Categoria: Gays - Votos: 23
64535 - Encoxadas 1 - Categoria: Fetiches - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico michelvoy

Nome do conto:
Fui encoxado no trem parte 2 (Sabado de sol)

Codigo do conto:
60069

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
02/02/2015

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sobrinha na casa de praia atentando o genro e fodeconto vovo mamae e euCristiani [email protected]conto erotico cagandodominando com hipnose tesudaxvideo esfrega na cama igozamulheres casadas taradas carentes por pica grossa nu rabo goZando dentro xxxvidioconto incesto nao mestruavahistorias eroticas de esposa dando a bundia para outro,contos do ano de 1900conto erotico meu marido me esnoboucontos eroticos de traveco evangelicosfudida por garoto pausudo inimigo do meu filho. conto eroticoporno caseiro con tuta viciadamarido bebeu de mais pornoo amigo negro do meu filho desenho enthai erotico em quadrinhoconto dei para meu padrasto no sitioindefeso e fragil conto erótico gayquero vídeo pornô de santa casa quando estão dormindo pelos patrões madrugada caseiro as babás empregadasporno contos mulher com decoradores de mobiliaContos humilhando meu marido pro frentista no postofudendo minha amiga no esconde esconde o contocontos dei pro meu irmão pintudoAyatsuri ningyou conto eroticoSexo de pai e filhao gay numa foda maravilhosa contos eróticosconto erotico mae tambem quero participarEngravidando do amante quadrinhos eroticosconto erotico o cabaco da noiva do meu amigoConto no cu da titiaFilinha putinha dando a bucetinha pro paisinho contos eroticos com fotos e quadrinhos animadosninfetinhas sarrando esfregando a buceta uma na outra encaixe perfeitoConto erotico de virgemxvideos josuel com a sogracontoerotico.tranzando gostoso com minha maesabado na piscina com a madrasta quadrinho eroticoconto eroticos eu fiquei os cinco dias andado com dificuldade depois de da o cuxoxota vrtmelha melada contoscoroa dotado peludoEu e minha prima os dois de menor nascendo pentelho ela me deu a b*****perdi as preguinhas do cu quando era pequenacontoseroticosapostacontos eróticos com calça de couro latexWww.vidioerotico.deminas.geraís.com.conto erotico minha mim deixado de castigocontos erotico de negao dotado com casadas e o cornocontos aparescendo os seios de minha namoradacaminhoneiro corno contocontos de corno minha esposa grávida de um velhocontos de biza scatMulher trae seu marido com pauzudo amigo dele e tenta advinharcontos romanticos gay heteroConto tia com sobrinhSO IRMA NEGRA DE MINI VESTIDO EM VIDEO PORNO GRATIS DEITADA COM O IRMAO NA MESMA CAMAvideos de cornos que chuupamnovinha dando a buceta depois da sao luis vidio d 2011ultimos contos sadotitio safado caralhudo noiva putinha noivo corninho safado contos com fotoscontos eroticos sou casada mas adoro dar no cabarex vídeo pornô cazero menino comeu a molequiafotonovela pornoquadrinhoseroticos/pauzudoconto erotico rafa2014quadrinhos eroticos cunhada carentecontos gay apartamentocontos eroticos comi o cu da minha irma e da minha mae na praiaconto de uma putacontos de lactantesconto erotico anais fotosConto erotico garotinho fode primashomem pintudo estrupa fi-lha virgemcontos eróticos travesti pés creme de leitecontos eroticos gay eu virei mulher de um mendigoa mulher e os mendingos quadrinhosmulher engrossa com as maos o pau do seu cachorro zoofiliaContos com fotos fui duplamente penetrada por meus quatro alunos pauzudoscontos eroticos sou casada caridosa com meu sobrinho contos eroticos com tios e sobrinhas safadas e putaXvideos quando pai e filho compatilhan o quantoavos cuzudas fotoscontos de mulheres q ja deram a buceta p aitianoconto erotico foto mae ve filho peladoSou uma senhora e meu cu vive cheio de porra,conto erótico