MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)


Click to this video!



Tudo começou assim... Sábado à tarde, eu e Ana (como vou chamar minha esposa) transávamos no sofá da nossa casa, pois sua filha, Faby (assim irei titular minha enteada), havia viajado com a turma da escola, em uma dessas excursões de final de semana. Aproveitando desse momento único de sossego, eu e minha esposa, resolvemos quebrar a rotina e fazer sexo pela casa toda, sem quaisquer restrições, nem limites. No corredor, na cozinha, sobre o mármore da pia... Tudo estava valendo.

Porém, não imaginávamos que a minha doce e sapeca enteada chegaria antes da data prevista e nos pegaria no fragrante.

Enquanto Ana cavalgava meu pau, eu apertava e mamava seus peitos grandes e redondos. Sua buceta melada e quente contraia meu pênis, cada vez que eu a penetrava mais fundo e com mais força. O meu cacete estava tão duro que tive a impressão de que quebraria a qualquer momento com o sobe-e-desce. Ana gemia alto, falava palavrões e se contorcia enquanto me conduzia ao orgasmo. Ela sabia exatamente como eu gostava e se empenhava ao máximo para me deixar enlouquecido.

Ouvir Ana falar e agir como uma vadia insaciável sempre me fazia querer gozar rápido, mas eu me segurava, só chegava aos finalmente depois de ter certeza de tê-la saciado e, claro, invadido outros orifícios. Mesmo com os gritos dela sendo abafado pela música que tocava, tive a impressão de escutar a porta de entrada bater, mas por estar envolto ao feitiço e excitação do sexo em questão, não dei importância. Afinal, não esperávamos ninguém.

Foi então que a vi.

Ao olhar por cima do ombro de Ana, percebi que minha enteada nos espiava do hall de entrada. Ajeitei-me numa posição que pudesse enxergar melhor o outro lado da sala, tomando o cuidado para não deixar transparecer que estávamos sendo observados. Não sei o que me deu, mas ver Faby, estagnada na porta, assistindo eu foder sua mãe, me deixou ainda mais excitado.

— Quero foder seu cuzinho, agora – sussurrei no ouvido de Ana. Ela sorriu, mordeu os lábios inferiores, como se estivesse pensando no prazer de ser penetrada lá atrás, e então me provocou, dizendo que não via a hora de ser enrabada.

Ana suspendeu o corpo para retirar meu pau de dentro da buceta e o apontou na porta de trás, a cabeça foçando as pregas daquele buraco apertado. Então, sem aviso prévio, ela sentou de uma só vez, proferindo um grito de prazer e arrancando de mim outro de dor. Ana passou a cavalgar com vontade e logo a dor deu lugar a mais excitação.

Como eu não consegui controlar minha ansiedade, em saber se minha enteada gostava do que via, acabei sendo indiscreto. Ana não percebeu nada, mas Faby sim. Mesmo ciente de eu havia notado sua inesperada presença, ela persistiu em nos observar. E mais, Faby fez questão de demostrar que estava sentindo prazer com a situação, pois passou a se tocar por cima da calça de lycra que vestia, ao mesmo tempo em que mordia os lábios, igual à mãe. Então, a cada estocada, eu passei a suspender o corpo de Ana no alto, para que minha enteada pudesse apreciar todo o comprimento e dureza do meu pau. Para que ela soubesse o quanto eu queria que fosse seu cuzinho sentando no meu cacete.

Os seios de Faby são grandes e aprumados como os da mãe. As duas possuem cintura fina, bumbum empinado, pernas longas e malhadas e rostos que se assemelham tanto que, quem não as conhece, as trata como irmãs. Para completar os cabelos castanhos de ambas descem encaracolados até o meio das costas. Não sei dizer qual delas é mais linda, porém o que diferencia Faby da mãe são os lábios, expressivamente mais grossos. Sempre sonhei com aquela boca carnuda engolindo meu pau, até ela ser completamente inundada de porra, mas eu sabia que não havia possibilidade disso se concretizar. Faby era apenas a doce e carinhosa enteada que me chamava de pai e pedia para busca-la de madrugada nas festas.

No entanto ela tocava a bucetinha inchada enquanto me assistia foder o cu da mãe. Os dedos finos roçando forte entre aqueles dois gomos lindos e entumecidos, separados pela costura da malha de lycra. Diante daquela exibição anunciei que iria gozar. Rapidamente Ana saiu e cima de mim e abocanhou meu cacete que latejava incessantemente, com espasmos longos e rápidos conforme ela o apertava e circulava a língua pela cabeça. Faby arregalou os olhos e esticou o pescoço ao perceber o que aconteceria. Nós nos encaramos e ela acelerou os movimentos com a mão entre as pernas. Até que eu, não aguentando mais, explodir em num gozo alucinante. Urrei tão alto que quase proferi o nome da minha enteada. Observei Ana engolir cada gota meu jorro, como sempre fazia. Quando voltei minha atenção para o hall de entrada, Faby já não estava mais lá.

Poucos minutos depois o smartphone de Ana deu sinal de vida. Ela atendeu com um sorriso, mas logo fechou ficou séria, o semblante preocupado. Quando a ligação foi encerrada, me contou que houve um imprevisto na excursão da filha, que ela estava prestes a chegar em casa.

Subimos para o quarto e fomos tomar banho. Eu me demorei um pouco mais debaixo do chuveiro. A lembrança de Faby se masturbando não me saia da cabeça. Eu precisava arquitetar uma estratégia para comer ela, agora que nossa relação tomava outro rumo.

Foto 1 do Conto erotico: MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)

Foto 2 do Conto erotico: MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)

Foto 3 do Conto erotico: MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)

Foto 4 do Conto erotico: MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)

Foto 5 do Conto erotico: MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario notório

notório Comentou em 04/11/2016

Hummmm, que delícia de enteada !!!! Vou a continuação ! Votado !!!

foto perfil usuario eleninha

eleninha Comentou em 04/08/2016

Seu conto foi espetacular, fiquei encantada com os detalhes! Parabens ^^

foto perfil usuario carreteiro 1498

carreteiro 1498 Comentou em 15/11/2015

Que bom que ela é sapeca, além do mais ela é bem gostosa, que tesão de menina. abc.

foto perfil usuario boxboxbox

boxboxbox Comentou em 30/09/2015

Conto de qualidade. Muito bom. Votado e parabéns. Leia também os meus contos. Hoje publiquei: Conto nº 71545 - "Coisas sérias, sexo e comprimidos".

foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 24/09/2015

nossa que relato, foi de tirar o folego, mas valeu, votei

foto perfil usuario notório

notório Comentou em 24/09/2015

Excelente seu conto mas nos deixa ansiosos pela continuação ! As fotos são espetaculares ! Parabéns ! Votado !

foto perfil usuario tudoolho

tudoolho Comentou em 22/09/2015

Amigo este conto, agora recontado, esta ainda mais maravilhoso. Melhor ainda com essas fotos... Que delicia, é mesmo sua enteada? Quer fuder minha esposa enquanto eu chupo a xoxota dela?

foto perfil usuario brocador

brocador Comentou em 22/09/2015

a precisamos saber o fim desta história, conte mais

foto perfil usuario cduu_silva

cduu_silva Comentou em 22/09/2015

parabéns pelo conto muito excitante, quero saber da continuação

foto perfil usuario henriqueadvsp

henriqueadvsp Comentou em 22/09/2015

Excelente conto meu amigo, essas fotos são da sua enteada?

foto perfil usuario costahot69

costahot69 Comentou em 22/09/2015

Por favor, não se demore em postar o novo conto pois este foi extremamente excitante e muito tentador. Votado e aprovado




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


71206 - MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 02) - Categoria: Incesto - Votos: 24
73985 - A ESPOSA ORIENTAL DO MEU AMIGO (Parte 01) - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil escritordeaventura
escritordeaventura

Nome do conto:
MINHA ENTEADA SAPECA (Parte 01)

Codigo do conto:
71123

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
21/09/2015

Quant.de Votos:
33

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


Foto de minha mãe conto contos eroticos menage inesperado simplesmente aconteceucontactpromo.ru contosporno gay de dragon ballcontos eroticos de garotos arrombados pelo tiocontos eroticos princesinhao dog picudo arrombou a coroa conto ilustradocontos eróticos papai meu amorcontos com fotos cfm casais com dotadoscontos pirralho roludoguadinho tarado ponodei minha filha p meu amante pauzudo desvirginar contosWww.vidioerotico.deminas.geraís.com.video porno sequestrou minha filha e comeu ela a forca. gozando nelacontosrdContos eroticos levei meu tio pra asisti futebol lá em casa e acabamos comendo minha esposa juntoswww.dog tarado por meninas de doze contoContos eroticos me doparam e um macaco me comeuabajun pornomostri minha bucetona pra meu filhinho contosfuracao pono com asogra[email protected]videos de entrei na casa para roubar e tinha uma nifeta virge da buceta e eu comi elaConto erotico mwu pau arombou td minha sobrinha magrinhacontos eroticos amo o meu maridoconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocaconto erotico com novinha que comchece na praiaconto erotico bunsa imensaconto. deixe ver minha buceta sem calcinha travesti e minha esposa contoContos eroticos meu avo me comeu gostosocontos eroticos padrastoo dia que comi uma mendiga bebada contosconto erótico chocolate enfiado no ânusconto erotico comi o cuzinho de casadacasa do conto erotico meu imao mulhe delicontos eroticos mostrei minha bucetinha e meus primos piraramquadrinhos porno vovo voieurcontos de incesto com palavraomulheres casadas com picudos/contos com fotoscontos gay apartamentocontos eroticos minha filha rabuda e o namorado delavidio casadas gardetes fodendo no servicocontos porno mae chantgiada a dar cucontos eróticos dei pro meu genroVer contos eroticos de homeem casado descabaçando novinhaconto erotico irma caçula malandrinhaEscrava sx do meu irmão partelll contos eroconto minha esposa e amiga travesti super roludoconto erotico exibindoGugamrappornô sogra só de sutinhemgozando na minha sograconto erotico buseta azedaconto porno me separei da minha mulher depois que peguei ela com o amantefudendo minha amiga no esconde esconde o contoultimos contos sadomasoquistahentai mulher maravilhaporno corno ainda nao consumado conto eroticomeninas capturada. abusadas e escravizadas quadrinho eroticoporno em quatrinho o prefeitohomem passa o pau no peito da mulher no onibus conto eroticoconto erotico comi uma cadeirantebanho com meu padrasto desda os 11 e eli fodi toda conto eroticoboy gay passivo quer motoqueiro contocontoeroticocalcinhasogro.corno.na.praiamoztravestiMeu enteado me seduziu por msg/histórias picantes de sexo recentes com fotos 2018conto eu minha mulher e um amigo na lua de meuconto erotico bi com jiu jitsucontos eroticos transformei meu marido em mulhercontos erticos incesto com fotos enchi o cu de mamae de porra e ela pemso que era meu paiesposa pede para o esposo trazer bomem pausudo para fudelaneta dando pro vovoconto ericocontos eroticos gays encubadosgaroto surfista doidinha deitado peladinha amigo chega e chupando gostosohental chaves comendo cuzinho da chiquinhafui fragado pela esposa socando um vibrador no rabo contoscontos de sexo com casada e pirralhostransei com pica gostoso do meu aluno deliciacontos porno de menage masculinahentai lucia e arthur quadrinho completodois maconheros me comeram gayconto erotico cunhada doente mentalconto erotico peixe com porraconto crossdresserna minha cama conto eroticover se tem novos vídeos de bucetinhas de égua no cio ao vivo em abril de 2017 hojeContos eroticos estourei a bucetinha da minha filhaconto gay com entregador de pizza baianoamigocome casal conto eroticodando banho ns netinh conto etotico