FINAL DE SEMANA DE SONHO...! (Parte IV) Foda final


Click to Download this video!


Oi! Estou de volta pra contar pra vocês, a parte final daquele final de semana. Espero que tenham lido a parte I, II e III, pra perceberem como foi gostoso pra mim, receber aquele amigo de meu ex marido. Mas especialmente pra perceberem como foi prazeroso pra mim, ser fodida por aquele cacete invulgar. O que vou relatar agora, se passou no ultimo dia da sua estada na minha casa. Foi assim que terminou aquele final de semana, a que eu chamei de “final de semana de sonho”...

FINAL DE SEMANA DE SONHO...! (Parte IV) A foda final...

Era o último dia de Jens na minha casa. Ele e Joca viajavam no final daquela manhã de segunda feira. Tinham vôo marcado pra S. Paulo, perto das duas da tarde.
Como eram suas últimas horas na minha casa, eu queria usufruir daquele cacete cabeçudo uma ultima vez. Mas desta vez, sozinha com Jens.

Como quase todas as manhãs (rsrs), acordei tesuda. Meu desejo de ser possuída, mais uma vez, por aquele cacete cabeçudo, não me deixava pensar em outra coisa que não fosse sexo! (rsrs)
Reparei que Joca deitado do meu lado, já estava acordado lendo um livro. Falei pra ele que queria fazer uma despedida, sozinha com Jens.
Claro que eu sabia que meu ex concordaria. Caso contrário não fazia sentido perguntar pra ele se concordava, né!
“Obrigada meu querido!”
Falei eu, enquanto colocava minha mão direita no seu cacete ainda murcho. Mas mesmo assim, sempre com um tamanho considerável.
Comecei alisando ele, aproximando minha boca, começando a beijar e passando minha língua na glande gostosa. Quando aquele cacete começou pulsando, reagindo aos meus carinhos, peguei ele batendo lentamente e metendo a cabeça gostosa na boca. Minha língua rolava em círculos, brincando com ela.
Amassando o saco em simultâneo, comecei chupando um pouco mais profundamante e assim continuei por um bom momento. Depois me coloquei na sua frente, tipo de quatro pra poder fazer um trabalho melhor. Mais ao meu nível! (rsrs)
Comecei punhetando aquela pica, agora bem tesuda, enquanto lambia o saco e chupava as bolas com prazer. Pedi pra Joca elevar as pernas, de jeito a que pudesse lamber seu entre pernas e seu cuzinho. Seu cacete logo reagiu endurecendo mais ainda, com o tratamento que minha lingua estava dando pra ele. Continuei lambendo o cuzinho e o saco, enquanto punhetava um pouco mais rápido.

Não estava querendo perder muito tempo, com aquele boquete. Estava sendo um pouco egoísta, querendo que Joca gozasse depressa.
Meu objetivo naquele momento, era foder com Jens. Tinha que dar o meu melhor, pra que Joca gozasse depressa. Tá claro que uma safada como eu, sabe bem o que tem de fazer, pra provocar um orgasmo num homem. Teria de usar de meus truques infalíveis. (rsrs)
Continuava batendo rápido pra ele, ao mesmo tempo que avançava com a língua no entre pernas, alternando com o cuzinho dele.
Logo percebi que estava resultando, pois Joca logo começou a suspirar e a gemer.
Nesse momento, já ele desfrutava do prazer que estava recebendo, com meu boquete intenso. Ele suspirava, me segurando a cabeça com uma mão, enquanto com a outra me afagava meus cabelos. Eu adorava quando ele me acariciava com aquele carinho especial…
Era como uma forma de agradecimento pelo prazer que eu lhe estava proporcionando. Nossa cumplicidade, depois de tantos anos transando juntos, faz que cada movimento, seja logo intrepertado de imediato pelo outro. Isso sempre aumenta o tesão e intensidade de nossas transas.

Continuei com minha língua lambendo, voltando ao saco e regressando ao cuzinho dele alternadamente. Até que quando seu pau estava bem duro, pulsando de tesão, chegou o momento de avançar.
Comecei pressionando minha língua no cuzinho dele, primeiro em círculos, pra depois pressionar bem ela no buraquinho.
Regressei com a língua ao saco, pra depois abocanhar a pica e dar umas chupadas fortes e profundas, deixando ele bem melado, pra poder bater mais forte e mais rápido. Enquanto isso, estava passando meus dedinhos, alisando bem o cuzinho dele.
Os gemidos e suspiros subiam de intensidade, enquanto fazia pressão com o dedo, até entrar a pontinha no cuzinho.
Voltei deslizando minha língua, pelo pau abaixo, seguindo pro saco e de novo no cú dele. Pressionei minha língua no buraquinho melando com bastante saliva.
Sem descuidar a punheta fogosa que estava batendo pra ele, pressionei o dedo, introduzindo ele no rabinho de Joca.
O suficiente pra atingir a prostata e começar a fazer pressão nela, friccionando ligeiramente.
De imediato voltei com minha boca pra cima, pra abocanhar aquele pénis ereto como um mastro de navio.

Sei que aquilo que eu estava fazendo pra ele, dá muito tesão para um homem.
Muitos não querem admitir, mas isso lhes dá um enorme prazer!
Qual a mulher que tenha feito isso pra um macho, que não sentiu seu pau ficar mais duro ainda. E quando eles gozam? Nunca se aperceberam que quando eles ejaculam, aqueles jatos de esperma ficam nos atingindo de um jeito bem mais intenso. Claro que se aperceberam…
A prova de que eles adoram, é mesmo isso. São os sintomas e suas reações. Eles ficam loucos de tesão!
Semelhante ao que acontece com nós mulheres, quando nos estimulam o ponto G. Ficamos loucas de tesão!

Nesse momento, Joca respirava ofegante, gemendo e suspirando descontroladamente.
Eu mamava e lhe punhetava a pica o melhor que podia, enquanto meu dedo no cuzinho dele, friccionava a prostata.
Os sinais eram evidentes!

AAAAAAAAAAAHHHHHHH
VOU GOOOOOOZAR!
SUA PUTA! VC ME DEIXA LOUCO!
TOMA MEU LEITE, VAI!
VOU GOOOOOOOOZAR!
CHUPA MEU LEITE, SUA PUTA GOSTOSA!

Aquele homem, ali meio de frango assado, gemia descontroladamente.
Sua pica estava dura como vara de ferro, começando a disparar seu primeiro jato de esperma que não consegui apanhar com a boca.
Logo cobri a glande com minha boca, absorvendo todos os jatos de leite que se seguiram, bem mais intensos que o habitual.
Joca quase gritava, com a intensidade daquele orgasmo que eu estava lhe proporcionando.
Mamei ele gostoso, recolhendo todo aquele esperma delicioso na boca, pra depois engolir com deleite.
Claro que acabei lambendo, aquele resto de porra que tinha se depositado na sua barriga, depois daquele primeiro jato intenso, que não consegui alcançar com a boca.
Quando Joca recuperou sua respiração e depois de eu lamber todo o esperma que ele ttinha pra me dar, nos envolvemos com um longo abraço e alguns amassos.
Aí falei pra ele me dar uns minutos, pra eu me preparar e aprontar pra meu ultimo encontro com Jens. Depois sim, ele poderia iniciar nosso plano.
Tinha de fazer minha higiene intima, me preparando para o que iria acontecer.
Fui no banheiro me lavar e preparar.
Passado algum tempo, quando já estava quase pronta, falei pra meu ex que já podia ir avisar Jens, de acordo com nosso plano.

Para que tudo acontecesse como estavamos prevendo, Joca se levantou, indo no quarto de Jens, falando pra ele que ia saír pra fazer um pouco de jogging. Falou também que eu estaria em baixo, preparando o café da manhã pra ele. Assim poderia baixar na cozinha quando ele quisesse. Jens agradeceu para Joca a informação, não entendendo nada do que eu estava planeando. (rsrs)

Entretanto estava pronta pra descer na cozinha, depois de estar no banheiro, tratando cuidadosamente da minha higiene intima, nos dois buracos.
Vesti uma blusa tipo top um pouco largueirona, de cor beje, deixando meus peitos soltos. Pra baixo, tinha só uma cueca tipo calção de cor preta. Do género que pode trazer por casa, sem perceber se é mesmo cueca ou calção.
No conjunto, me sentia bem sexy e era isso que importava, pra não ficar demasiado óbvio, quando Jens baixasse e me visse na cozinha.

Alguns minutos depois de ter tudo preparado como queria, Jens chegou na cozinha.
Depois de desejar os bons dias pra ele, falei que ia servir pra ele, um café da manhã especial, por ser seu ultimo dia na minha casa.
Falei pra ele se sentar na frente da cabeceira da mesa, no centro da cozinha.
Tô certa que ele achou estranho, pois não tinha nada na mesa, a não ser um prato com fruta em pedacinhos, uma tacinha de doce de figo com amêndoa que ele tinha adorado no dia anterior, mais uma embalagem de chantilly em spray.
Falei pra ele relaxar e num ápice, retirei minha cueca, me sentando na sua frente, na cabeceira da mesa. Me encostei pra traz, abrindo as pernas e falando pra ele em sueco!

AGORA ME COME! ESTE É O SEU CAFÉ DA MANHÃ!
VEM ME COMER, VAI! SOU TODA DE VC! SÓ PRA VC!
JOCA NÃO TÁ EM CASA! ESTAMOS SÓ OS DOIS! QUERO VC SÓ
PRA MIM!

Com ele meio burro de admiração, arregacei minha xota com os dedos. Coloquei um pedacinho de fruta na portinha bem aberta.

AGORA VEM ME COMER, VAI! ME COME A BUCETA!
OLHA COMO ELA SE ABRE PRA VC… VEM!
ME COME!

Falei isso pra ele, passando os dedos pela buceta e depois levando na boca pra chupar. Soltando um sorrindo provocante e um olhar de safadona, bem do meu jeito. (rsrs)

Sabia que ele não iria resistir.
Com alguma timidez, ele aproximou seu rosto da minha xota e absorveu o pedaço de fruta que eu lá tinha colocado pra ele.
Felizmente que a timidez depressa desapareceu. Sua língua começou passando ao ataque. Era a primeira vez que ele passava sua língua na minha buceta. Ainda não havia dado esse privilégio pra ele.
Tinha uma língua larga.

Não sei se é coincidência, não? (rsrs) Mas será que o formato da língua, tá relacionado com a forma da glande?
Pois a forma da língua larga dele, se assemelhava ao cogumelo de sua glande enorme. (rsrs)

Sua língua deslizava suavemente, apanhando bem toda a largura da minha buceta, ali bem arregaçada pra ele.
Se seguiram mais uns momentos entre lambidas e pedacinhos de fruta.
Até que com uma colherzinha, passei um pouco do doce na fenda e nos lábios tesudos, falando pra ele que isso não tinha ele lá na Suécia. (rsrs)
Que deveria aproveitar o momento, saboreando aquele manjar dos deuses, que lhe estava oferecendo.
Ele parecia se deliciar, com aquela chupada doce que estava me proporcionando tanto prazer.
Estava próxima de gozar na boca dele.
Ele não era nenhum técnico de chupar buceta, mas sua língua acabava compensando, a sua falta de jeito.
Mesmo assim, pedi pra ele introduzir dois dedos, na vagina e friccionar no interior, enquanto me lambia.
Assim, não demorou até chegar o meu primeiro orgasmo, soltando uma boa quantidade de suco vaginal.
Não foi muito intenso, e penso até que ele não se apercebeu que eu tinha gozado. Acho que foi mais o tesão e desejo que eu tinha pra gozar na boca dele, do que a sua pericia de lingua…(rsrs).
Depois de me descontraír um pouco, mas continuando a receber as carícias da sua língua sedosa, falei pra Jens que queria seu pau.
Ele se levantou da cadeira, puxou seus shorts pra baixo do joelho e se encostou na mesa da cozinha. Como ele é muito alto, teve de afastar as pernas ligeiramente, ficando na altura ideal pra que eu pudesse chupar ele. Ali na minha frente, estava aquele pau que me dava tesão, só de olhar. Com ele já semi rijo, peguei ele na base e comecei com calma, batendo punheta pra ele. Com um olhar safado, ia estudando e apreciando bem aquela pica que tanto desejo me estava dando.
Comecei dando beijos gostosos na glande, e fazendo carícias nele enquanto punhetava.
Quando o pau já estava bem duro, peguei no chantlly de spray e coloquei um pouco na cabeçorra. Aí meti apenas a cabeça na boca, brincando com a minha língua fazendo círculos em redor.
Logo comecei a chupar gostoso, aquela maravilha da natureza. Com mais um pouco de chantilly, me deliciava chupando aquele cacete. Metendo ele todo na boca, forçando até a garganta, sugava aquela pica, como poucas vezes fiz na minha vida. Era um tesão mamar um cacete assim.

Modéstia a parte, mas aquela garganta profunda que estava fazendo pra ele, era digna de ser vista num verdadeiro filme pornô. (rsrs)

Enquanto chupava ele, esfragava meus dedos na xota babada, passando também eles no meu buraquinho estrelado, deixando ele melado. Depois fui metendo um e dois dedinhos, rodando eles de jeito a preparar bem o buraco.
Sei que meu cuzinho tá acostumado a receber cacete grande e meus brinquedos “gordos”. Mas mesmo assim, precisa sempre de uns miminhos, antes de ser penetrado e fodido como deve ser. (rsrs)
E me parecendo que Jens não é o tipo de cara safadão, daqueles que gostam de lamber um cuzinho gostoso como o meu, tinha de me prevenir, né! Sou uma mulher que gosta de estar sempre prevenida pra tudo! (rsrs)
Assim, tinha comigo um pequeno butt-plug.

Dava pra ver que Jens estava cheio de tesão, com aquele tratamento especial que eu estava dando pra ele. Após uns minutos, mamando o pau como uma puta louca, tinha chegado o momento que eu mais ansiava…
Foi aí que peguei o butt-plug, introduzindo ele no rabinho. Ao mesmo tempo que prosseguia minha garganta profunda.

Depois de mais umas boas chupadas, retirei seu pau de minha boca, pra logo de seguida pegar um preservativo e colocar ele, naquela pica latejante.
Depois me deitei de costas sobre a mesa.
Erguendo as pernas, fiquei provocando Jens, ao retirar o plug do rabo e metendo na boca pra chupar. Ele nem tinha se apercebido antes que tinha aquele objeto metido no meu rabo.
Aquele meu ato safado de provocação, chupando o plug depois de tirar ele do rabo, e a visão do meu buraco anal, ali piscando pra ele, fizeram ele finalmente se libertar daquele seu jeito meio inocente. (rsrs)
Foi aí que ele afirmou pra mim em sueco:

VOCÊ É MESMO UMA PUTAZINHA SEM VERGONHA!
UMA VACA SAFADA!

Logo respondi pra ele do mesmo modo, mostrando uma expressão de safadona.

CLARO QUE SOU!
PRA VC, VOU SER UMA GRANDE PUTA!
AGORA QUERO QUE VC ME FODA NO CÚ!
QUERO SUA PICA, ME FODENDO GOSTOSO!
QUERO SENTIR SUA PICA TODA, DENTRO DO MEU RABO
GULOSO!

Acabando de falar isso pra ele, meti dois dedos na boca. Melando eles de saliva, passei eles no buraquinho anal, deixando ele pronto pra receber aquele pau cabeçudo. Afastando as nádegas com as mãos, me abri pra ele meter seu pau.

METE NO MEU CÚ, VAI!
ME FODE GOSTOSO!
SEM VERGONHA, VAI! ME FODE COMO UMA PUTA!
ME DÁ ESSE CACETE DELICIOSO!
METE ELE NO MEU CÚ DE PUTA!

Ao ouvir toda a safadeza das minhas palavras, parecia estar se soltando. Encostando aquele cogumelo enorme na porta do meu cuzinho, falou pra mim que nunca antes o tinham deixado comer um cú.
Confessou pra mim que eu era a primeira mulher, que lhe estava oferecendo essa oportunidade.
A sua primeira vez fazendo anal, tinha sido comigo no dia anterior, na beira da piscina.
Assim, fui eu a primeira, a sentir aquele pau cabeçudo no rabo.
Poxa! Eu que nem imaginei! Quase que me senti honrada por isso! (rsrs)
Ele falou pra mim que todas as mulheres com quem ele transou, se assustavam com o tamanho da cabeça do seu pau. Todas falavam que tinham receio de saír machucadas.
Foi aí que entendi aquele seu comportamento algo constrangido, quando tivemos curtindo, no dia anterior.
Falei pra ele que essas mulheres eram umas tontas e egoístas.

Mas o momento era pra foda mesmo. Aí comecei a provocar e incentivar mais ele ainda.

SE VINGA DESSAS CACHORRAS TODAS, VAI!
AGORA VC TEM UM CÚ PRA FODER…
METE VAI! FODE MEU CÚ!
VEM FODER ELE COM FORÇA!
VC VAI PERCEBER COMO ELAS SÃO UMAS TONTAS!
ME FODE COMO UMA PUTA!
MEU CÚ É TODO SEU! METE VAI!

Com uma ligeira pressão, aquela cabeçorra desaparece dentro do meu rabo. Das outras vezes que ele meteu no meu rabo, no dia anterior, foi depois de meu ex já ter me penetrado antes. Desta vez estava sendo Jens, o primeiro a meter. A sensação dele deslizando pra dentro do meu rabo, eram bem diferentes. Sentir aquela cabeçorra me alargando as entranhas, me deixava louca!
Parece que ele se apercebeu de algum desconforto meu.
Depois de meter cerca de metade, retirou ele pra fora. Mas eu logo falei pra não se preocupar e continuar, pressionando.
O plug que meti antes não era grande. Apenas me tinha preparado a portinha e a entrada. Não esperava toda aquela resistência… Mas eu queria ele todo dentro!
Já tinha tido ele duas vezes no dia anterior, por isso tinha de conseguir! Agora que tinha aquele cabeçudo só pra mim.
Pedi pra ele meter na minha boca. Dei umas chupadas, deixando a camisinha bem melada.
Na segunda tentativa, ele deslizou lentamente, entrando quase todo.
Falei pra ele não tirar e começar socando devagar.
Sem mais surpresas, começou bombando ritmadamente, entrando todo até as bolas.
Agora sim! Estava sendo enrabada por um verdadeiro viking! (rsrs)

METE VAI!
METE FUNDO!
FODE SUA PUTA!
SEM MEDO, VAI! METE TODO!
ME FODE O CÚ!
METE TODO! BEM FUNDO…
UHHHHHMMMMM

Jens, se libertando da sua frustração, começou me fodendo o cú com força. Estava adorando sentir aquela pica, rolando dentro do meu rabo guloso.

VAI, ME FODE!
METE COM FORÇA!
TÔ ADORAAAAAAANDO!
QUE GOSTOSO! DELÍCIA SEU PAU ME ARROMBANDO O CÚ!

Aí comecei esfregando a buceta, gemendo e suspirando de prazer.

TÁ GOSTANDO SAFADA?
GOSTA DA MINHA PICA NO SEU CÚ, SUA PUTINHA!
SUA PUTA GOSTOSA!
VC TÁ ME DANDO O CÚ DE PRESENTE!
NUNCA VOU ESQUECER SEU CÚ, SUA PUTA!

Ele se liberava mais nas palavras, mas sendo demasiado delicado comigo.

ME FODE FORTE, VAI!
ME DÁ SUA PICA TODA NO CÚ!
FODE SUA PUTA!
TÔ AMANDO SEU PAU ME FODENDO O CÚ!
ADORO SUA PICA ME ENRABANDO!

Estava quase atingindo o climax, com aquele cabeçudo me arrombando forte. Era um delírio pra mim!
As sensações de prazer, sentindo aquele pau cabeçudo me abrindo o ánus bem fundo, estavam me levando ao extase!
Ao mesmo tempo estava esfregando minha buceta melada. Ora metia dois dedos, ora esfregava ela e o clítoris tesudo.
Gemia e gritava de prazer até que um intenso orgasmo se apoderou de todo meu corpo.

REBENTA MEU CÚ!
ME FODE COMO UMA PUTA!
VOU GOZAAAAAAR!
AAAAAAAHHHHHHHHH
TÔ GOOOOOOOZANDO!
FODE MEU CÚ! NÃO PÁRA!
FODE O CÚ DE SUA PUTA, VAI!

Toda minha área genital, se contraía em espasmos intensos, enquanto aquele pau permanecia escondido dentro do meu rabo.
Passados uns instantes, até meu corpo parar de estremecer, depois daquele climax soberbo, falei pra Jens terminar como mais gostaria.
Ele falou que queria me pegar de quatro.
Sem demoras, ele desencavou vagarosamente seu pau do meu rabo.
Meio combalida, baixei da mesa e me coloquei de quatro no chão. Empinei minha bunda o mais que podia, abrindo as nádegas de jeito que o buraco ficou piscando para Jens, como que suplicando aquela pica.
Imagino que aquela visão do meu rabo bem aberto, teve efeito sobre ele, pois mesmo antes dele me enrabar de novo já suspirava de tesão. Chegado o momento do ataque final, ele parecia desejar meu rabo, tanto quanto eu desejava sua pica dentro dele.

Agora sem qualquer resistência, aquele cogumelo de carne desaparecia bem fundo do meu ánus. Rapidamente ele afundou sua pica no meu cú, começando a socar gostoso.
Estava delirando com aquele cacete me enrabando daquele jeito. Me oferecia toda pra ele como uma grande puta. Gemia alto, enquanto meus dedos dedilhavam minha xota pingona.

ME FODE O CÚ, VAI!
ME DÁ FORTE!
AI DELÌCIA! FODE SUA PUTA!
TÁ SENTINDO MEU CÚ TESUDO ENGOLINDO SEU PAU…
SEU CACETE TÁ ME FURANDO A TRIPA!
VC TÁ ARROMBANDO ESTE CÚ DE PUTA!
ME COME TODA, VAI! METE FORTE!
QUE GOOOOOSTOSO! DELÌCIA!

Ele me segurava a bunda com as mãos fortes, socando com estocadas vigorosas, me levando à loucura, quando na língua dele me chamou de puta, de tarada e outras coisas que nem percebi.

SUA PUTA, GOSTA DE DAR O CÚ, NÉ!
SUA TARADA GOSTOSA!
TÁ SENTINDO MEU CACETE NO CÚ, SUA PUTA!
SUA VACA TESUDA! PUTONA!
SENTE MEU PAU NO CÚ, SUA TARADA! SUA PUTA!

Nossos gemidos e urros se misturavam, no silêncio da casa. Para além dos gemidos e suspiros descontrolados, só nossos insultos e palavrões se ouviam na cozinha e pelo resto da casa.

ME FODE CACHORRO!
METE FORTE NO MEU CÚ!
VOU TE FAZER GOZAR COM O MEU CÚ DE PUTA!
METE BEM FUNDO DO MEU CÚ DE PUTA!
QUERO SENTIR VC GRITAR DE GOZO!
ME FODE TODA! FODE SUA PUTA!
AAAAHHHH, DELÍCIA! ME FODE O CÚ ASSIM…
AAAAAAHHHHH, GOOOSTOSO…UHHHHMMMMMM

Pouco faltava pra que os dois, atingissemos o climax…

GOZA NO MEU CÚ CACHORRO!
TÁ SENTINDO MEU CÚ APERTANDO SEU PAU…
VOU SUGAR SEU PAU COM O MEU RABO GULOSO!
SUA PUTA VAI FAZER VC GOZAR!
GOZA NO MEU CÚ VAI!
TAMBÉM VOU GOZAR PRA VC!
AAAAAAAHHHHHHHH

Parece que meus desejos se cumpriram, pois de imediato senti suas estocadas mais intensas, mas mais curtas, acompanhadas de uns gemidos sonantes, e seu corpo envolvendo o meu, enquanto suas mãos me amassavam os peitos.
No mesmo momento atingia um novo orgasmo, sentindo meu corpo todo estremecer e meus dedos que dedilhavam a buceta, subitamente ficaram melados.
Nossos corpos se mantiveram unidos, até retomar nossas respirações de volta. Sentia ainda o cacete de Jens pulsar dentro do meu rabo. Peguei na base de seu pau, agora meio duro, retirando ele lentamente.
Quando olhei nele e vi a camisinha cheia de esperma, não resisti a tentação. Tinha de beber aquela última descarga de Jens, antes da partida.
Logo me debrucei sobre a pica que começava a encolher e cuidadosamente retirei a camisinha que fiquei segurando na mão. Logo abocanhei o cacete melado de porra, absorvendo tudo o que restava, com a minha boca sugadora.
Depois segurando a camisinha nas duas extremidades, aproximei da minha boca encostando nos lábios, invertendo o preservativo de jeito a receber e sugar o esperma que escorria.
Depois de saborear aquele nectar divino, engoli mostrando pra Jens com um olhar de safada.

Ficamos sentados juntos no chão da cozinha, sem dizer uma palavra um pro outro. Depois de alguns minutos assim, nos abraçamos e eu lhe agradeci aquela foda que jamais vou esquecer.
Jens também agradeceu pra mim, por ter lhe proporcionado um desejo que tinha desde jovem, mas que todas as mulheres lhe tem negado.

Aí ele foi no seu quarto tomar um banho e se aprontar para a partida.

Depois de arrumar aquela bagunça na cozinha, também fui tomar um banho e me aprontar pra ir no escritório, pra “tentar” trabalhar um pouco.
Depois daquela foda, nada me fazia esquecer aquele prazer louco que senti. Impossível de me concentrar em nenhuma outra tarefa… (rsrs)

Pra terminar, quero só dizer que Jens esteve de volta, na minha casa mais uma vez junto com Joca meu ex marido, me fodendo de novo com aquele cacete cabeçudo.
Ele voltou de novo em julho, passando uma semana de férias na minha casa, junto comigo e Joca, tá claro! Só que dessa vez teve mais uma pessoa se enrolando com Jens. Convidei minha amiga Fa, a passar uns dias com aquele cacete especial…
Quem sabe um dia relato pra vocês, mais uma das minhas transas, com Jens.

Espero que tenham gostado de mais esta minha aventura. Se gostaram, deixem um voto no final. Deixem um comentário e me escrevam.
Obrigada!

Mil beijos molhados nesses cacetes e bucetas…

Ruca

Foto 1 do Conto erotico: FINAL DE SEMANA DE SONHO...! (Parte IV) Foda final


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario cota português

cota português Comentou em 16/09/2018

Claro que votei. Tenho andado deliciado a ler teus contos e ver tuas fotos. Delicia total

foto perfil usuario pitico

pitico Comentou em 24/08/2018

Realmente uma historia excelente, muito bem contada e que acada parte que eu lia ficava com mais vontade de ler e ler mais......Essa de Icia de mulher sabe mesmo como seduzir uma pessoa. Parabens.

foto perfil usuario wevertonpp

wevertonpp Comentou em 14/03/2018

Nossa além de safada vc é bem sedutora o cara estava todo constrangido pensando q o pau dele tinha algum defeito pq as mulheres ñ queriam fazer anal com ele, e vc monstrou pra ele q na verdade ele era um sortudo de ter uma ferramenta daquelas parabéns delícia !!!!

foto perfil usuario carreteiro 1498

carreteiro 1498 Comentou em 09/01/2018

Gostosa, chupa meu cacete e passa a lingua no meu CUZINHO também, gozei safadinha!!!!!!!!!

foto perfil usuario

Comentou em 25/09/2017

Simplesmente sensacional seu fim de semana..... agora nos cabe sonhar para ter um fim de semana igual e este... !!!

foto perfil usuario tgrip

tgrip Comentou em 18/07/2017

Que rico fim de semana. E o estranja lá foi todo contente para uma semana de trabalho árduo...

foto perfil usuario

Comentou em 15/06/2017

Quando quiseres um fim de semana igual podes me convidar. De certeza que te fodia também em todos os buracos e me vinha na tua boca como gostas. Adorei o relato do fim de semana.

foto perfil usuario graca

graca Comentou em 09/11/2016

Mais um voto. Adoro ler os seus contos e os relatos dos seus gritos e gemidos e prazer deixam-me louca de tesão... acredite que fiquei com o meu cuzinhi a piscar desejando ter um pau bem grande entalado nele até às bolas... que tesão caralhoooo

foto perfil usuario zeze

zeze Comentou em 06/10/2016

Se para nós, mero leitores, fica aquele gostinho de quero mais, imagino para você, adorei, levou meu voto com muito prazer. Estava com saudades...

foto perfil usuario cravofloripa1

cravofloripa1 Comentou em 28/09/2016

Gran finale...muito bom demais, adorei..

foto perfil usuario aribam

aribam Comentou em 20/09/2016

mais uma aventura sensacional e muito bem descrita. muito excitante. votado

foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 27/03/2016

muito bom...

foto perfil usuario aventura.ctba

aventura.ctba Comentou em 08/02/2016

Amei seu conto, fiquei toda molhadinha enquanto lia, teve meu voto com louvor. Leia meus contos, comente, vote se gostar irei adorar sua visita na minha página. Beijos. Ângela: Casal aventura.ctba

foto perfil usuario eroscontos

eroscontos Comentou em 08/02/2016

votado......se puder leia meus relatos tb...bjks




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


74529 - Sonho se tornando realidade... - Categoria: Heterosexual - Votos: 144
74718 - NO FINAL DO DIA! - Categoria: Heterosexual - Votos: 85
75044 - EU SOU SUA PUTA... - Categoria: Heterosexual - Votos: 126
75551 - ME TRATARAM COMO UMA PUTA… Suruba na praia! - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 132
76119 - FODA INESQUECÍVEL… - Categoria: Heterosexual - Votos: 70
76515 - FODIDA POR DOIS MACHOS…DP GOSTOSA! - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 69
77519 - FINAL DE SEMANA DE SONHO…(Parte I) A primeira foda - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 47
77872 - FINAL DE SEMANA DE SONHO...! (PARTE II) Dei o cú p - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 41
78206 - FINAL DE SEMANA DE SONHO...(Parte III) Os dois me - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 28
78948 - MINHA PRIMEIRA DP ANAL…(parte I) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 64
79707 - MINHA PRIMEIRA DP ANAL…(parte II) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 46
80009 - MINHA PRIMEIRA DP ANAL…(parte III) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 40
80629 - MINHA PRIMEIRA DP ANAL…(parte IV) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 33
81344 - FODA NO HOTEL - Categoria: Heterosexual - Votos: 36
82275 - ELA ME FEZ ESGUICHAR DA BUCETA... - Categoria: Lésbicas - Votos: 67
82647 - FESTA DE SWING... - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 45
86294 - COMI ELA NO PRIMEIRO ENCONTRO... - Categoria: Lésbicas - Votos: 55
92204 - TROCA DE CASAIS - I - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 29
92206 - TROCA DE CASAIS - II - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 21
97315 - PUTARIAS NO CLUB DE SWING (Parte 1) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 31
97330 - PUTARIAS NO CLUB DE SWING (Parte 2) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 21
98088 - ELE ME FUDEU O CU´, DEPOIS DE ANA MARIA ME FAZER GOZAR - Categoria: Heterosexual - Votos: 49
98262 - EU E ANNIE CHUPANDO 15 CANDIDATOS A ATOR PORNÔ, NA SALA DE GLORY HOLE... - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 45
101956 - DEI MEU CÚ PRA ELE... - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 67
102045 - FODAS, NUMA PRAIA DE NUDISMO... - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 56
104421 - ELES ME PEGARAM NO VIRTUAL...E ME FUDERAM GOSTOSO NO CÚ - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 56
115790 - AS MINHAS TRANSAS COM SANDRA...MINHA AMANTE - Categoria: Lésbicas - Votos: 29
117544 - A HISTÓRIA DO MEU CÚ! Como comecei...até o que faço hoje - Categoria: Heterosexual - Votos: 53
120787 - DEI MEU CÚ PRA ELE... Parte II - Categoria: Heterosexual - Votos: 36
126334 - DEI MEU CÚ PRA ELE (parte III) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 22

Ficha do conto

Foto Perfil ruca2510
ruca2510

Nome do conto:
FINAL DE SEMANA DE SONHO...! (Parte IV) Foda final

Codigo do conto:
78581

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
08/02/2016

Quant.de Votos:
28

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


conto erótico de gay fudendo com desconhecido na rua de madrugadacontos de franco e belinha zooConto erotico meus pais meterao no meu cuzinho quando eu era pequenarelatos narrados por hotwifemendigo gay pornoporno esteupei duas alunasconto erotico menina senhor bigode cadeiracomtoerotico bocetinha cherozinhaFode meu cu sogro em contoscontos eróticos de gays no cinemacontos eroticos no comicio politicomeu padrasto me estrupou e eu me vingueiConto eroticomulher pano mau no pet na buceta rebolandocontos eroticos de corno chupa buceta gozadame assustei com a pica na despedida de silteirocontos eróticos perseguidor 1conto erotico dormindoconto erotico irmaos ensinando amaninha crentecontoeroticosobrinhacontos eroticos dei pro meu aluno puzudocorno do genro contoscontos eroticos de travestis com fotos ,e cdzinhascomtoss eroticos minha prima no cabarecontos incesto pai e filha homem29Contos porno minha esposa libero geral no carnavalcontoeroticonovoquadrinhos porno gay virgemvídeo pornô de cachorromulher fudendocontos eroticos heterossexual pegando carona com desconhecidochupando imobiliária conto gaycomendo a vizinha bebada so cuzinhoconto erticocontos comi minha irma por enganoInsesto.gravida fodendlgay vampiro contoférias com vovó na roça metendome fuderam depois de casada contoFilho tarado pela cunhada quadrinhosgaucho surra homen por comprimentar esposaultimos contos sadogosadas inmensa espixadasContos de cdzinhasobrinho comendo sua tia de sangue conto eroticoconto de primo fudendo primaComi a xoxota da minha enteada contoconto erotico minha mim deixado de castigoconto esposa aluguelcontos eroticos cunhada se acidentoucorneando o noivo na cara dele sem ele perceber contos eroticoscomendo estuprando a mulher do corno com um cacetao bem compridoContos e fotos de sobrinhos pauzudosconto erotico gay com tio gemeosconto erotico gay azeiteBuceta portugal.ComConto pornocontos deu mole ele kreuCANTOS FOTOS DE SEXO COM NOVINHAS VIRGEM E NEGAO PIROCUDOcontos eroticos de curra em casalconto erotico esposa bebadacontos de lesbicas virgemContos de corno amigo dopadomulhuer peladas calcinha fio dental videoContos eroticos de perdendo as pregas do lado da namoradaconto erotico mulher casada se vinga do marido deixa ser enrabada por um coroa mulato pauzudoporno no táxipai comendo a filha no taxibotei 27cm de rola grossa no cu da minha namoradaCANTOS FOTO EROTICAS DE UMA AVENTURA DE PRESIDIARIO PIROCUDOcoto erotico sou a putinha do papaidei para o filho de minha patroa menor me comeu conto erotico em quadrinhoscontos eroticos minha sogra mamou no meu pau e depoi choroulconto erotico com foto dividindo a esposa com amigo dotadoajudando minha filha contos incestocontos incestos com virgensminha professora em quadrinhoerotico parte 5