Virei puta ... morrerei dando


Click to Download this video!


Meu nome é André,mas quase todos os homens me chamam de rabudo,pois eu tenho a bunda enorme,mas é enorme mesmo,muito empinada,por isso os homems me chamam de rabudo,em qualquer lugar.
A mais ou menos 1 ano atrás meu pai deu um problema no joelho,e tivemos que ir em uma cidade grande,na primeira vez a gente foi de ônibus,quando o meu pai consultou,e quem foi com ele fui eu,pois minha mãe não entra em hospital,tanto é que eu nasci em uma das várias fazendas que ela tem (e o meu pai também).
Na primeira vez,fomos de ônibus,não conheciamos lá muito bem,não conhecíamos essa cidade direito,chegamos na rodoviária,aquele povaréu agitado,aquela muvuca de gente,entrando e saindo,bebe chorando,uma confusão,um bololo.Nessa vez meu pai foi para consultar,em um hospital,e voltamos no mesmo dia,com a notícia de que ele teria que operar o joelho,pois estava com um certo desgaste.
No meio tempo que o meu pai precisou para criar coragem e começar aquele processo todo de fazer exame,marcar consultas e mais consultas,com o tal médico,fazendo o pré cirurgico,eu continuei tendo casos e mais casos,com os meus namorados e com outros rapazes fortes por aí.
O tempo foi passando,passando e chegou na semana que meu pai e eu iríamos viajar para a cirurgia,então passei a mão no telefone,e liguei para o Marcelo,filho de um dos vizinhos,de uma das fazendas da minha família,Marcelo é um dos meus namorados,combinei com ele,tudo direitinho,pra ninguém desconfiar eu fui pra estrada de terra que liga a fazenda com a estrada de asfalto,fui andando e lá esperei Marcelo,fomos para o pequeno município que o meu pai tem casa,chegamos lá e ele já foi me agarrando pelos braços,beijando o meu pescoço,nem fechou a porta e nem eu fechei,ele tirou toda a roupa e eu virei de costas pra ele,arranquei a minha roupa depressa,e ele falou :

- AÔUH lá em casa heim, eita porra .

Ele já foi chegando,me empurrando em direção ao sofá,me jogou lá e eu caí assentado,coloquei o pinto mole dele na minha boca,e foi endurecendo na medida que eu apertava as bolas dele com as mãos e puxava o prepúcio dele com oe meus lábios,apertei bastante a glande dele na minha boca quentinha e gostosa,e quando o pau dele estava estourando de duro,ele se assentou no sofá,me virou de costas pra ele e com um puxão firme e forte,me fez cair em seu colo,direcionou o pinto enrome e duro no meu cú com uma das mãos e enfiou,eu queria me levantar,parecia que tinha algo me rasgando,doeu demais da conta,puta que pariu,mas na medida que foi passando o tempo,eu mesmo já fui relaxando com os beijos que ele dava em meu pescoço e com as palavaras safadas que ele dizia no pé do meu ouvido,enquanto alisava e ajuntava o meu cabelo grande com as mãos,transamos loucamente,doia um pouco ainda,mas eu não parava de cavalgar com força nele,era de tarde,e a noite transamos mais uma vez,dessa vez mais rápidinho,pois tinhamos que irmos cada um para sua casa.
Chegou o dia de viajarmos (eu e meu pai),chegaram na fazenda duas tias solteiras e um tio casado,para fazerem companhia para minha mãe.Dessa vez meu pai iria de carro,pois já conhecia mais um pouco a cidade,e foi com a gente um primo solteiro (filho desse meu tio que tinha ido pra fazenda,não trabalhava na época) para dirigir pro meu pai,pois eu não tenho carteira,e meu pai depois da cirurgia iria ter que ficar de repouso.
Meu primo ainda não conhecia a cidade direito,mas meu pai,foi guiando,pois ele já tinha ido lá mais vezes,fazer as consultas,fomos procurar um hotel.
No dia seguinte,na manhã,no dia da cirurgia,fomos todos para o hospital,foi passando tempo,passando tempo,eu em uma sala com o meu primo e algumas outras pessoas,eu olhava para o meu primo com um aperto no coração por causa do meu pai,e o meu primo olhava para mim,nós dois olhávamos um para o outro,até que o médico chegou e deu a notícia,que até a anestesia terminar o meu pai iria ficar na U.T.I, quase que eu morri, mas o médico disse que meu pai só iria ficar lá para a anestesia passar e a cirurgia obteve exitos,foi passando tempo,e eu lá no hospital junto com o meu primo,esperamos o meu pai voltar para o quarto,e ficamos um tempo lá com ele,e depois eu fui em uma lanchonete,comprei lanche pro meu primo,lanchei,e o meu pai iria se alimentar com a dieta do hospital.Meu primo a noite foi para o hotel,não sei como conseguiu chegar lá mas só sei que ele foi dirigindo.
O dia passou,e na manhã seguinte meu primo chegou lá no hospital,meio perdido,mas conseguiu chegar,eu me levantei,e ele veio relando em mim,bom ele estava de bermudão e chinelo de dedo,mas eu consegui sentir o pinto mole dele,encostando no meu rabo.
Sempre alguns primos me comem,sempre,mas esse eu achei bem estranho,ele chegar já relando em mim sem falar nada,mas não demorou muito,e ele mais uma vez,chegou perto de mim,e relou o pinto na minha bunda,dessa vez falando em meus ouvidos,enquanto o meu pai dormia :
- Eu reparo muito em você,mas também com esse rabo enorme,que homem não te encara,e repara esse rabo gostoso seu ?
Querem saber de uma coisa,eu me deixei levar,deixei ele ficar relando em mim,o quanto ele queria,mas falei pra ele tomar cuidado para o meu pai não acordar e ver,ele parou por algum momento.
Chegaram dois enfermeiros,os dois eram bonitos,mas normais,homens assim me chamam a atenção,e quando um homem me chama a atenção eu não consigo parar de olhar para eles,e foi exatamente isso que aconteceu,enquanto eles aferiam a preção do meu pai,eu ficava olhando para eles,meu primo reparando isso,pediu licença a eles e ao meu pai,me pegou pelo braço,e os enfermeiros ficaram olhando aquela cena dele toda,ele me levou pro corredor e com a cara emburrada,olhou pra mim e perguntou :
- Tá precisando de um macho,não é puta ? Eu sei o que você faz,e ví que você não parava de olhar para os enfermeiros.
Eu nem esquentei com isso,eu estou acostumado com pití de homem,e estou acostumado a apanhar de homem,eu nem liguei,isso pra mim é normal,ele me deu uma sacudida forte e disse que iria fazer eu aprumar o corpo,isso também não me fez esquentar a cabeça,e com isso ele só ia ficando com mais raiva,e eu não estava nem aí.
Chegou hora do almoço e chegou a moça com a comida do meu pai e junto com ela vieram duas enfermeiras,passando no quarto e perguntando se estava tudo bem,meu pai estava sentindo dor,elas chamaram um outro médico cirurgião ortopedista,e aplicaram um analgésico em meu pai,foi passando o tempo,a dor não parou ao todo,mas diminuiu.De tarde o meu pai tornou a dormir,logo depois que minha mãe tinha ligado pro celular dele e conversado com ele,conversei com minha mãe também,com a minha guerreira.Antes do meu pai cochilar,meu primo com uma desculpa chegou perto dele e disse que iria sair pra conhecer a cidade e iria me levar junto,como eu estava num fogo danado pra dar o rabo,eu fui junto,meu pai deixou eu ir,ele não fazia idéia do que iríamos fazer coitadinho :( .
Meu primo,no elevador,foi tentando me apertar,mas eu tirei a mão dele,com certeza no elevador tinha câmera de segurança,entramos no carro e fomos direto para o hotel,eu fui entrando no quarto e ele foi agarrando o meu braço,me mordendo,me machucando,me apertando,mas a dor é o meu prazer,ele arrancou a roupa todinha,tirou a minha roupa,me levou para o choveiro,no dia estava um calor dos infernos,e ele segurando um dos meus braços com uma das mãos e com a outra ele abriu o choveiro,entramos lá,e ele foi só me mordendo,eu gemia muito,para terem idéia,eu estava até tremendo de tesão,eu deixei ele louquinho,e eu também fiquei louquinho,encostei ele no box do chuveiro e comecei a relar a minha bunda no pau dele,fiz bastante sacanagem,quando ele tentava enfiar o pau no meu rabo,eu segurava o pinto duro dele com as mãos e apertava até ele gritar,fiquei esfregando a minha bunda gostosa nele,depois disso,enquanto ele ficava lá com os olhos fechados,eu dei bastante rabada nele,eu dava cada rabada forte no pinto dele,e a água do choveiro escorrendo na gente.
Quando eu não podia mais esperar mais de tanto tesão,eu inclinei de costas para ele,minha bunda ficou empinada,ele se agachou,deu algumas mordidas na minha bunda e colocou a cabeça do pinto,e tirou,e ficou assim,tirando e colocando,tirando e colocando,até que uma hora,ele deu uma estocada,depois deu outra e começou a me comer,bem devagar,relando bastante o pelo do pinto dele no meu rabo,ele me comeu desse jeito gente,doia pra caralho,mas eu não queria que ele parasse,ele foi me comendo desse jeito,na medida do tempo eu fui relaxando sabe ...
Ele metia com muita força,mas devagar,aí puta que pariu,eu estava com tanto tesão,que eu estava até tremendo,ele gozou no meu rabo,no choveiro,depois fomos para a cama deixei o pinto dele amolecer,assentei no colo dele virado de costas e ele foi alisando o meu pescoço deslizando aquela mão grande e pesada até chegar no meu rabo,ficou fazendo isso e eu perguntei pra ele :

- Você gosta de brincar ? Você quer brincar ?

Ele mal respondeu,ele não aguentava nem falar direito de tanto tesão,ele estava gemendo baixinho,então eu fiz uma puta sacanagem com ele,eu levantei o meu rabo e fiquei de 4 em cima dele,e depois eu assentei de uma vez só,e comecei a brincar de pula pula nele,quase que eu matei ele,mas enquanto ele estava lá deitado,eu fiquei pulando no colo dele,brincando de pula pula nele.
Caí exausto em cima dele,mas logo eu fui lembrando que meu pai,não poderia ficar sozinho,vesti a minha roupa depressa,peguei a roupa do meu primo que estava espalhada pelo quarto,joguei em cima dele e pedi para que ele vestisse rápido,pois teríamos que ir para o hospital,ele levantou com o cabelo todo despentiado,e vestiu,meu cabelo também estava um pinchaím danado,todo embolado de tanto meu primo agarrar,não deu tempo de arrumar cabelo,então eu amarrei com rabo de égua e a gente foi para o hospital.
O tempo que ficamos nessa cidade,até o meu pai receber alta,eu dei para o meu primo,só pra ele ...


Depois eu posto mais contos ...

Votem aí por favor e comentem :D






Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


79183 - Corpos molhados e carne em chamas - Categoria: Gays - Votos: 5
79590 - Encapando a línguiça do padeiro - Categoria: Gays - Votos: 8
79926 - Fui estuprado pelo meu amigo - Categoria: Gays - Votos: 16
85495 - Comendo a buceta da vaca Princesa ... - Categoria: Zoofilia - Votos: 6
85779 - Levando rola no rabo ... - Categoria: Gays - Votos: 1
85781 - Dando gostoso para os primos - Categoria: Gays - Votos: 6
90729 - festa bissexual - Xoxota dela e Rabo Grande Meu - Categoria: Gays - Votos: 4
90730 - Engolindo piroca pelo rabo - Categoria: Gays - Votos: 8
90795 - Esticando a minhoca do tio - Categoria: Gays - Votos: 7
97206 - Prazer ... o meu nome é puta - Categoria: Gays - Votos: 6
106610 - Gay do rabo gigantesco dando um trato em dois machões - Categoria: Gays - Votos: 7
106643 - Fui viajar e acabei sendo comido - Categoria: Gays - Votos: 6
106771 - Motoqueiro acertando o meu buraco - Categoria: Gays - Votos: 4
114796 - Matando a saudade do primo loiro pauzudo ... - Categoria: Gays - Votos: 15
115157 - Como apagar o fogo no rabo ? - Categoria: Gays - Votos: 6
124385 - Engolindo a mangueira grossa do barbeiro - Categoria: Gays - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico andrerabudo20

Nome do conto:
Virei puta ... morrerei dando

Codigo do conto:
79298

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
20/02/2016

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


michele safada traindo o troxasexo gayContos eróticos: Briga com o amigo rabudocontos erotico ccbcontos eroticos minha vizinha me chamou pra seu amantepeladas socano margarina na bunda e no cu e corpo inteirocomercuegostosotabu pai roludo comendo ninfetahetay gay melhor dia dos paismarvel porno em quadrinhosultimos contos sadoContos eroticos odio e amormalandrinha conto eroticoContos e fotos filhos pauzudosconto erotico gay mecanicoEu sozinha na fazenda com meu irmao ele a noite ele entrou dentro do meu quarto ele fudeu a força minha buceta eu adorei conto nmeroticoSexo com o pai conto erotecocontos eroticos thalia parte11grelos. gigantes ativosconto erotico fiz corno vesti a roupa da mulhertravestis loiro rabudo xramatercasais bi contocontos eroticos gay paizinho[email protected]Conto erotico de evangélicaContos o carcereiro comeu minha bucetacontos FuiComidaPeloMeu pastorcortos eroticos curmerdo amulher do cazeirocontos eroticos rasguei ela a forcaconto erotico mae transando.com filhoconto erotic de mulhures que deu o cucontosexoeroticoensinei meu filho de dez anos a bater punhetaConto porno de incesto meu irmao me come dedi pequenanamorada do meu filho contos eróticos gostosaContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes bonitos de primastomates conto heterocontos-meu cuzinho contraindo no teu pauconto erotico gay o travesti favelado rasgou meu cu de madrugadacontos eroticos eu e o obreirocontos eroticos casada chantageada por candidatocontoeroticobucetonacontos eroticos de vovô faz netinho de femêa para fuder gayspai fica com tesão da filha na praiacontos eroticos tio dormindo e sobrinha rabuda chupa seu pau de 25cmconto erotico estuprado pelo.homem.com.penis grandecontos eroticos gay putaoconto erotico perfil filho1000Conto ertico gay - Aconteceu Amor.sexo quente na xoxota roçandoxnxnx duceta istragadacontos eróticos - gravida de um pivetefilmes de pornô comendo as bucetas das reconhecidas na cabine eróticacontos eróticos com calça de couro latexsexho. e. sobrinha filmanhocontos eróticos de patricinhas trasando com os paiscontos eroticos csada dando a força/para/dotado e acabou virando uma puta/perto do maridominhas bebes pequenas conto eroticocontos adoro ficar bem arrombadaqudrinho porno de fudedo com marido e amante roludocontomorenaboacontos eroticos gay meu primo duvidou e comi elemastubei meu cu pela primeira vez conto eroticoporno quadrinhos putacontos com fotoscfm casadaspoliciais conto eróticoincestosinhozoofilia com cachorrpcontos comi a amiga feia e gorda da ?minha maecontosheroticos/menininho do vovoconto sexo mamando macho metedorcontos eróticos com a priminha novinha inocentedei pro meu amigo dentro do banheiro do shopping contos eróticosconto erotico gay priminhocontos Erotico minha sobrinha me viu de pau duro e quis me dar