Recepcionista de hotel


Click to Download this video!


Bom.. A ideia é que o conto seja no mínimo interessante porém, irá vai faltar detalhes, pois já passou alguns anos e não me lembro de tudo com riqueza, mas é tudo real.
Meu primeiro trabalho com contrato foi em um hotel, (lembrando que tem minha descrição nos contos acima) um amigo de trabalho, onde fui monitor de informática na adolescência me chamou para ser folguista no hotel onde ele trabalhava no centro da cidade, eu aceitei na hora, pois precisava de grana e eles de gente com habilidade em informática. Apartir daí, surgiram casos e fatos avulsos de sexo e situações excitantes, todos reais e vou compartilhar tudo com vcs. Minha curiosidade e pouca idade me iniciaram num mundo que até hoje sou apaixonado, tinha a mesma altura porém mais magro, esperteza e libido de sobra.
Esse hotel fica no centro de frente para outro hotel palace, numa avenida princiapal, como eu era folguista eu pegava praticamente só os finais de semana e também algum dia da semana, o recepcionista da madrugada que não era nada bobo. Trocava seu turno na folga dos outros dois, então ele descia pra tarde e eu trabalhava de madrugada, mesmo não sendo folga dele. Descrevendo o hotel, havia uma grande escada que dava acesso a recepção, na entrada tinha a sala de espera com sofás conjulgados a parede, uma tv instalada ao alto, havia também a copa, onde serviam o café, um lugarzinho onde a copeira ficava, tipo uma cozinha, atrás da copa. De frente para a sala de espera era a recepção, dentro dela havia uma camêra, que via a escada somente, um computador, arquivos, mesa, caixa, um frigobar e a estante de chaves. frente a recepção tinha um quarto, do lado uma lan house, ao lado de fora no lado externo haviam dois quartos, quem se hospedava neles ficava acima da escada e "fora" do hotel. Atrás da recepção tinha o almoxarifado. Um corredor enorme com quatro banheiros banheiros dois no começo e dois no final, vários quartos no primeiro andar e mais uma escada e o segundo andar com mais quarto, Parecia aquelas penções de filme terror americano. Bom. Acredito que já consigam visualizar o hotel, então vamos lá. Ah. E frente à copa tinha uma sacada. Nesse dia eu tava de plantão na madrugada, quando chega um policial querendo se hospedar, ele era negro olhos bem castanho, corpo super definido, 1,80 mais ou menos, cabelos raspados e um sorriso cativante, era um dia chuvoso, a luz tinha dado pane, então estava usando uma especie de lampada daquelas que vc carrega na tomada e ela guarda bateria por um tempo. Eu disse que não poderia hospedá-lo, caso quisesse ele poderia aguardar, pois estava sem sistema, então não sabia que quarto estava livre, ou ocupado e poderia colocá-lo num quarto já ocupado, eu também tava com má vontade e também não tinha como cadastrá-lo, mesmo sendo PM eu ia seguir as regras. Liguei pro gerente e ele disse que não voltasse em tantos minutos, era pra eu anotar os dados num papel, cobrar adiantado e tava de boua. Então ele se apaiou no balcão da recepção e papo vai, papo vem, eu não pude deixar de reparar que o cara era bem bonito e comecei a trocar ideia, ele fazia muitas perguntas sobre a rotina a noite, minha idade e jogar algumas indiretas meio sub-entendido. Ele me pergutava sobre mulheres e eu sobre o trampo dele e notei que poderia rolar algo. Ele sempre rindo e desenvolvendo o papo, nesse meio tempo a luz voltou, então hospedei o cara num quarto no final do corredor e ele foi. Então Mais a noite o PM volta ainda fardado só que agora sem a parte de cima do uniforme, tava com uma camisa branca daquelas finas e apertadas que usam por baixo, daí eu pude ver como aquele cara era forte e como ele era gostoso, ele pede uma água e começamos a bater papo e um jogar indireta um pro outro, tipo. Falava: então quer dizer que vc sozinho de boa aqui no hotel, pintar alguma transa, sei lá, voce anima?
Ele concordava. Mas não sabia se a gente tava falando a mesma língua. Foi até que disse que passaria no quarto dele mais tarde pra ver se ele precisava de algo, ele riu e disse que ok e foi pra lá. Ele tava num quarto simples. Só cama de solteiro, guarda roupa e ventilador, nem telefone tinha. Então na madrugada bati lá e ele me atendeu. Estava de cueca e com a mesma camisa, ele atendeu e perguntei se tava tudo bem se preciva de toalha, ele disse que tinha lá. Perguntei se a menina tinha deixado sabonete, e ele disse que não sabia, então fui entrando fingindo vistoriar o quarto e fui conversando e fechei a porta. Vi que ele tava ficando de pau duro e fui chegando de leve esbarrando no pau dele e a gente começou a se beijar, era um de misto de prazer, mais a ansiedade, pois o gerente(dono) ficava no quarto da frente da recepção, não tava lá no dia, mas mexe e vira ele aparecia e podia notar minha falta, além dos próprios hóspedes ou passante. Então tinha que ser rápido. Eu beijei o pescoço dele a barriga e tirei sua blusa, na loucura que tava acabei tirando toda minha roupa. Ele falava de mais e fazia carinho em mim. Poha, tava bom, mas eu não tinha tempo e ele ficou de cueca deitado, então eu subi na cama e começo a chupar aquele pau, até hoje foi o maior que ja vi em toda minha vida e o mais grosso tb, chupei com dificuldade imensa não tinha prática e era enome, ele forçava minha cabeça e pedia pra eu chupar suas bolas, gemia gostoso e eu tava louco já. Então ele vai começa pedir pra me comer e pede pra eu sentar no pau dele, eu feito idiota tento, sem sucesso claro, daí ele me colova de quatro e tenta enfiar mas eu quase chorei de dor e pedir pra parar, ele tentou de novo bem devagar, pediu pra eu ter paciência, mas não aguentei e precisava ir pra recepção. Tinha ficado tempo demais lá. Ele ficou me prendendo falando pra eu tentar mais, mas eu disse que não, fiquei mais alguns minutos beijando ele em cima da cama com meu corpo em cima do dele, esfregando minha bunda naquele pau enorme e cavalgando sem penetrar em cima dele por cima da cueca mesmo e ele pegando minha bunda, nem gozamos nem nada. Tive que voltar a recepção e pelo que me lembro foi só isso que rolou. Ao ir no banheiro pra ver minha bunda, vi que tava sangrando, e ele praticamente nem colocou nada. Se tivesse, eu tinha morrido. Bom.. Dias se passa. Nesse dia eu havia hospedado um cara chamado wallacy, eu lembro que ele sempre ficava nas kitnets abaixo do hotel, que fazia parte do hotel só que era abaixo. então eu não sabia se ele recebia gente ou não. A câmera não filmava lá. `As vezes ficava no hotel mesmo. Com tempo fui notando a dele, parecia ser gay. Nesse dia ele se hospedou no andar de cima. Esse hotel ficava perto da rodoviária e eu já tava numa rotina legal de trabalhar lá. Pois não tinha muita hierarquia, só o dono, a galera da recepção, as camareiras e a menina do café. Se eu quisesse dar desconto podia, quisesse comer algo do frigobar e anotar pra pagar depois, podia. Se eu quisesse fazer vale pra descontar no pagamento eu podia, até mesmo sem pedir pro dono. Tava amando o trampo. E por isso tinha coragagem de fazer essas loucuras. Nesse dia esse novinho se hospedou com um amigo no mesmo quarto, pediu pra colocar um colchão reserva, mas saquei que era lero. Ambos eram brancos mais ou menos 1,75 cabelos lisos, o wallacy era mais magro o outro um pouco malhada e usava boné pra traz. Estilo maurcicinho ambos. Só que o primeiro vestia social fino. Ainda no check in eu disse que se ele precisasse de qualquer coisa era só ligar 9. ( número da recepção) ele riu e falou que, blz. Então mais a noite eu resolvo ligar do ramal e disse:
- Ae cara é da recepção, só lembrabdo que se vc precisar de alguma coisa eu tô aqui viu?
Ele disse que tava ok e precisava de toalhas, tranquei a recepção e já subi sabendo que poderia rolar algo, bati na porta e o wallacy atendi, só de toalha, e o amigo tava pelado na cama, ele me rebeceu com uma cara de safado, dei uma mexida no pau e ele me pediu pra entrar, entrei, ele começou a me beijar e passar a mão no meu pau por cima da calça social e enquanto seu amigo veio por traz e começou roçar em mim, nisso ele vai e começa desabotoua minha calça, tira meu pau pra fora e começa chupar enquanto seu amigo ainda atrás de mim começa tirar minha blusa e minha calça, eu ja tava envolvido naquilo e pouco me importanto com tempo. Agora o amigo se ajoelha junta com o outro viadinho e começa me chupar os dois e ase beijar na minha frente. Depois de uns minutos me beijando e passando a mão no meu corpo, o amigo do wallacy fica de quatro na cama e pede pra eu meter nele, assim eu fiz, soquei sem dó, sem KY nem nada. No pelo. E comecei a meter ele gemento feito um puto safado. Gemendo grosso e pedindo mais, não aguentou muito e o wallacy também deitou de quantro e pediu rola e assim o fiz, meti nele gostoso, a cama fazia muito barulho. Minha socada estalava na bunda dele, eles se olhavam e tava gozando quando eles pediram pra beber, eu dava gala na boca de um e um pouco na de outro. Me vesti, beijei os dois e desci. Graças a deus não tinha ninguém me esperando na recepção. Minutos depois o cara desci e disse pra mais tarde eu ir lá da um trato no wallacy que ele tinha que ir embora, mas ele era gente boa, e foi . Bom. Eu tava morto. E as seis chagavam todas as camareiras e o recepcionista de troca, antes disso chegava a menina do café, então sem chances de me aventurar. Mas foi incrível tava saciado. Espero que tenham gostado, se gostou chapoca o like ae que tem mais histórias desse hotel.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario lucasarrombadordecu

lucasarrombadordecu Comentou em 15/05/2017

ADORO SEXO HA 3

foto perfil usuario rodrigokayky

rodrigokayky Comentou em 21/11/2016

conto perfeito, amei




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


90472 - COM OS TRAFICANTES - Categoria: Gays - Votos: 7
90492 - Fazendo ciúmes no amigão hétero - Categoria: Gays - Votos: 6
90798 - Depois do rodeio arrumei uma foda em público - Categoria: Gays - Votos: 21
91558 - Novinho do ENEM me comeu na praça. Real - Categoria: Gays - Votos: 23

Ficha do conto

Foto Perfil guisouza
guisouza

Nome do conto:
Recepcionista de hotel

Codigo do conto:
92236

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
21/11/2016

Quant.de Votos:
18

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eróticos titio abusou de mim quando cuidava de mim gayultimos contos sadocontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gaysou gay e me divirto com meu cão todas as noites engatados contos eróticosestupro chupando grelo grande até ferirhq porno gayccontos eroticos gozaram detro de mimcontos gay apartamentoporno zoofilia enchendo um copo com porra de cavaloContos eroticos flaguei minha mae chupando um pau e fiz chantagemconto erotico gay o garanhao bombeiroconto gay uber dotadovi minha irmazinha de caucinha nu rabo ve contos eroticoscontoeroticoburroConto arrombadaconto erottico vovocomissarias rabudas contosConto erótico vizinha inocentequadrinhos erótico sobrinha estampadaFts da esposa com o pau preto no cu e manda ft pro cornocontos eroticos incesto na cachoeiraconto.erodico.meu.marido.trossi.i.amigo.eu.estava.de.toalha.econto eroticoevangelica escravaconto erotico de torneio de sinucaconto titiocomeu meu cuconto erotico dando banho nas filhinhasquadrinhos erodicom com negaocontos heroticos cornos inversão de papéis explícitoconto lebo irma putinhaminha prima pelada conversando comigogorotinhos gayconto erótico papai obedecerconto masturbei ubercontos eróticos publicados perdi a virgindade com meu padrastocontos eroticos transformei minha prima em minha puta particularcontos orgia e beijo com porraconto erotico incesto straponcontos eroticos..transei com meu patraoIrma e seu irmao numa viagem de feriado no hotel conto eroticotravesti com rola ensebada contos eroticosconto incesto sou mulher do meu filhocontos eroticos me arrebenteiconto erótico praia de nudismotransei com mendigo do terminal conto gayo velhinho e a mocinha contos erotico natalcontos de doméstica mocinha fudendo com patrão dotadoscontos eroticos em quadrinho fodendo esposa diretor de escola ele espiandoultimos contos sado professora submissa 29contos eroticos incesto maravilhosocontosbuceta inchada incestoContos eroticos minha irmã correspondeu minhas caríciasContos-vov lambeu o sebo do meu paucontos eroticos minha esposa e o. pedreiroporno quadrinhos celula maridocontos eroticos gay meu pai de vinte e dois anos bebado comeu meu cu quando eu tinha oito anosa prima safada desenho pornocontos lesbicos de carceleiracontos picantes com animais comendo a cachorraconto erotico meu amante e cruelconto gaguei mas gostei de dar o cucristine com negoes contos eroticoscontos eroticos meu marido e minha amiganovinha dando pro patrao hentai quadrinhoscumi tia da minha namorada contos eroticoscontovporno com fotos reletos de chifresQuadrinho porno estrupadawwwcontoeroticotiamulher da a buceta para pone se dar msucontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentecontos de fio terraincesto contos cunhadaporno puta tetuda mostrando cobrador e motoristatabu pai roludo comendo ninfetacontos arombou o cu e gosou na carada minha mulherContos porno meu marido arumou um travesti roludo pra me comeXvideos afeminado gemendo na pipoca do negro pirocudoshortinho socado no rabo contoscontos eroticos caminhaofilhaputacontohistorias eroticas de tritãovideo faturei a mas gostosa da festahistoria erotica sempre eu pega meu genro dormindo pau duroconto erótico de casada fala para o marido que me deu na despedida